Início Notícias Tecnologia

Mães já não largam o telemóvel

Para além de ser usado como ferramenta para lembrar as horas de alimentação, para fazer o registo detalhado do desenvolvimento da criança ou para pesquisar no Google sintomas de doenças, as mães estão também, a usar, cada vez mais, os smartphones para fazer compras online.

hands texting with mobile phones in cafe

O estudo US Mobile Mom 2015, realizado pelo website BabyCenter, recolheu a opinião de 1.117 mães e futuras mães e revela que, no espaço de 12 meses, houve um aumento de 33% nas compras online através do smartphone. Quase dois terços (64%) das mães concluem agora a compra, em vez de simplesmente comparar preços ou procurar cupões e outras ofertas através dos seus telemóveis. Além disso, 70% indicaram que já usaram o telemóvel para fazer uma compra quando estavam numa loja física e 48% afirmaram tê-lo feito porque os produtos que estavam à procura se encontravam esgotados na loja.

Nos últimos 12 meses, o tamanho médio do ecrã dos novos smartphones aumentou significativamente, com os tamanhos entre as 4,8 e as 5,2 polegadas a tornarem-se a norma, quer com sistema operativo da Apple ou Android. Contudo, apesar dos ecrãs maiores, as compras online com um telemóvel revelam-se ainda difíceis – 59% das mães inquiridas referiram que escrever texto nos campos no ecrã é ainda um verdadeiro desafio. No entanto, a conveniência está claramente a pesar mais do que as dificuldades visuais e, sem surpresas, quatro em cada 10 inquiridas citaram as opções de compra num único clique como uma vantagem.

«À medida que continuamos a ver a evolução das compras em dispositivos móveis, nomeadamente com as mães a tornarem o smartphone numa parte mais significativa do seu comportamento de compra, é importante que as marcas percebam que estes ecrãs têm uma enorme atratividade e influência», destaca Julie Michaelson, diretora de vendas do BabyCenter, um website que fornece informação sobre o desenvolvimento das crianças.

Outros comportamentos com dispositivos móveis estão a tornar-se tendência junto das mães “digitais”. Mais de metade (56%) admite agora fazer “showrooming”, isto é, ir às lojas para experimentar e ver os produtos, mas fazer a compra online (em comparação com 14% em 2014) e houve um aumento de 13% na utilização de cupões digitas e em dispositivos móveis – algo que 61% das mães fazem agora. De igual forma, quase metade (47%) das inquiridas afirmou usar o telemóvel para fotografar potenciais compras.

Contudo, as compras não são a única tendência crescente em relação aos dispositivos móveis. Vários estudos concluíram que as mulheres estão a ser a força motriz da popularidade dos jogos nos telemóveis, com um estudo anterior realizado pela WildTangent a 1.000 mulheres grávidas ou com crianças de diferentes idades (de bebés a adolescentes) a concluir que 80% das que tinham um smartphone ou um tablet jogavam um jogo pelo menos uma vez por semana.