Início Arquivo

Mais competitividade

A formação constitui-se cada vez mais como um processo contínuo de criação de valor acrescentado nas competências dos activos de uma empresa e, por consequência, na melhoria da sua produtividade e da sua competitividade. O Jornal Têxtil de Maio convida-o a viajar pelo universo formativo da escola profissional do Citeve e da UBI – Universidade da Beira Interior, que revelam as vantagens para as empresas que apostam em recursos humanos qualificados e que se preocupam em dar continuidade à formação inicial. Desta forma, a UBI expõe não só os cursos do seu Departamento de Ciência e Tecnologia Têxteis como também a iniciativa Move – Mostra de Design de Moda que tem reunido um conjunto de eventos como exposições, desfiles, workshops e palestras. Nesta publicação, a Universidade conta ainda com vários testemunhos de ex-alunos que hoje estão a trabalhar em grandes empresas como Inditex, Fitecom, Irmãos Vila Nova, Trimsol, entre outras. Por seu lado, o Citeve, na linha da sua aposta para a valorização dos recursos humanos da Indústria Têxtil e de Vestuário tem vindo a desenvolver uma série de iniciativas ao longo do corrente ano, destinada aos quadros e empresários das empresas. Das várias iniciativas destacam-se, neste momento, a ”Formação para Quadros” e a “Formação Acção” para empresários. Para além das mais-valias pessoais que uma nova formação pode trazer, os efeitos na produtividade de uma empresa ou organização são evidentes quando todos os seus trabalhadores são devidamente qualificados. Conheça as possibilidades ao seu dispor para melhorar os recursos humanos da sua empresa e a sua competitividade na edição de Maio do seu JT.