Início Arquivo

Mais Internet menos referências

A empresa alemã Adidas-Salomon, numero dois mundial no segmento de equipamento e vestuário desportivo, anunciou um plano de reestruturação interno.

Tendo como palavras de ordem crescimento e eficácia, a sua implementação está prevista para o corrente ano e divide-se em cinco principais tarefas: reorganização e simplificação do processo de decisão, definindo competências e responsabilidades; redução das colecções em cerca de 20% do número das referências, e lançamento de mais artigos inovadores; reorganização do ciclo de produção para diminuir custos, aumentar a flexibilidade e diminuir nos prazos; melhoramento do sector do marketing e das vendas das marcas Taylor Made e Salomon; e, por último, investir mais nas actividades via Internet.

Acrescente-se que Herbert Heiner, o vice-presidente do grupo, decidiu não dar continuidade ao projecto de lançar uma segunda marca.

Todo este projecto envolverá um investimento total da ordem dos 7,5 milhões de contos, que implicou uma descida das receitas de 20% nos resultados de 1999, mas prevê-se que leve a um aumento anual de 15% nos resultados desde 2001 a 2003.

O volume de negócios do grupo no exercício do ano passado fixou-se nos 1,068 milhões de contos, significando um aumento de 25%, tendo apresentado lucros de cerca de 45 milhões de contos, mais 11% do que em 1998. O mercado onde se observaram melhores resultados foi o asiático, com um aumento de 70% do volume de negócios, principalmente como resultado da consolidação das vendas da Adidas Japão. Refira-se ainda que este grupo adquiriu os 49% que lhe faltavam da «joint-venture» que mantinha para o mercado português, por um montante não divulgado, ficando com a totalidade do capital.