Início Arquivo

Mais português, mais europeu

O primeiro MOD’tis-simo do século promete mais e melhor.

Será mais uma vez com o apoio da APT, APIM e ANIL, que o MOD’tissimo vai realizar na Exponor a sua 15º edição, nos dias 17 e 18 de Março. Assim, sexta-feira e sábado das 10 às 18 horas, vão ser expostas mais de 120 colecções de tecidos e acessórios lado a lado com quatro dezenas de confeccionadores nacionais, que pela quarta vez se apresentarão no Clube dos Confeccionadores.

Estes expositores representados no MOD’tissimo jogam com um forte trunfo, que é o da flexibilidade, aliada a uma rápida capacidade de resposta, ao preço justo e à brevidade nas entregas. Desde a abertura a novos mercados de exportação para fabricantes de tecidos e confeccionadores, até à avaliação de colecções, encontro com agentes e actualização das colecções apresentadas no Tissus Prémiere e Prémier Vision, o MOD’tissimo é reconhecido como o Salão, onde os contactos de trabalho são facilitados.

Denominado o único salão «três em um» do Sul da Europa e representante de um país com fortes tradições têxteis, o MOD’tissimo segue validando no seguimento das suas edições a importância de um certame à dimensão humana, onde os expositores fazem contactos complementares àqueles que haviam sido iniciados nos grandes salões do centro da Europa. Portugal que actualmente está, a este nível, cada vez mais próximo dos restantes Estados-membros da União Europeia garante, para um sourcing de proximidade e de qualidade, uma resposta às exigências e expectativas dos industriais.

A situação geográfica do nosso país, no centro da zona euro-mediterrânica, aliada a um crescimento económico anual de 4%, justifica um interesse industrial mundial cada vez mais acentuado neste mercado em plena expansão. Para além disso, Portugal apresenta-se também como um sinónimo de estabilidade política, social, conta com custos salariais atractivos e um inegável know-how, o que salvaguarda aos industriais de todo o mundo um trabalho de qualidade.

Para esta edição, o MOD’tissimo e o ICEP voltam a dar as mãos na realização de uma série de acções de promoção junto de compradores e outros agentes do sector que reforçarão muito o interesse deste Salão.

Assim, para além do aumento no número de expositores, a organização pode contar com um apoio mais reforçado do ICEP, que investiu para a consolidação definitiva deste encontro garantida pela estratégia de promoção utilizada. Como único Salão da fileira têxtil em Portugal, o MOD’tissimo acrescentou vários nomes à lista de expositores da edição de Outubro passado, tendo-se lançado em novas acções promocionais com o intuito de garantir um encontro valioso para todos.

Um dos pontos mais altos da 15ª edição será a noite de 17 de Março com a realização de uma acção de imagem, representada por um desfile no Palácio da Bolsa, que deverá contribuir para valorizar junto dos compradores estrangeiros e da imprensa, as colecções de têxteis e de vestuário nacionais.

Na primeira parte passarão quadros dos confeccionadores que expõem no Clube. Na segunda, será a vez de desfilarem modelos concebidos pelos melhores estilistas das escolas CITEX, Escola de Moda do Porto (EMP), Academia de Moda e Árvore com tecidos, malhas e acessórios dos expositores nacionais.

Quanto ao fórum de tecidos europeus, essa verdadeira colecção de “cartões de visita” que tem vindo a valorizar as amostras destes tecidos, deverá nesta 15ª edição, apresentar-se com uma dimensão suplementar, cabendo a sua concepção e organização à estilista helena de Matos.

No Clube dos Confeccionadores, serão 35 os expositores presentes, que juntos representam toda a paleta de serviços e trunfos de Portugal, desde do clássico, ao casualwear, passando pela malha e teia e trama, moda infantil, ao «private label» e à subcontratação de proximidade.

É também no Clube dos Confeccionadores que são propostos os mais variados serviços personalizados à fileira têxtil europeia, que aí encontra eco a todas as exigências. Nesta edição, o fórum dos coordenados do Clube conta também com a assinatura de Helena de Matos, que vem confirmar mais uma vez que Portugal está na moda.