Início Notícias Marcas

Mango acelera reabertura

Depois de várias lojas terem regressado à atividade, a retalhista espanhola quer agora acelerar o processo de reabertura em todos os pontos do mundo e tem já metas «ambiciosas» para cumprir antes do final de maio.

A Mango já reabriu todos as lojas num total de 50 países e, até ao momento, ultrapassou os mil pontos de venda a nível global com portas abertas ao público, seguindo as medidas necessárias para garantir a segurança dos clientes e dos funcionários tendo em conta a situação provocada pelo novo coronavírus.

A Áustria, Bélgica, Suíça, Israel, Holanda, Polónia e África do Sul fazem parte dos 50 países que já reabriram todas as lojas Mango. Em atividade estão 1.050 pontos de venda de 72 nações distintas, o que indica que nos países restantes ainda há lojas da retalhista de moda por reabrir.

No que diz respeito à Espanha e à França, os dois maiores mercados da Mango, o processo de reabertura começou a verificar-se nos últimos dias, dado que todas as lojas da insígnia nestes países estavam encerradas desde 14 e 15 de março, respetivamente. Estes dois mercados são os mais importantes para a empresa espanhola por terem a maior contribuição para o volume total de negócios e, por isso, apesar de terem já, em conjunto, 234 lojas ativas, o objetivo é conseguir reabrir os 344 espaços restantes antes de 2 de junho.

Com planos «ambiciosos» para concretizar durante as próximas semanas, a Mango prevê reabrir mais 700 lojas antes do final de maio, o que se efetivamente se verificar corresponderá, juntamente com as mais de mil lojas já em atividade, a quase 80% do número total.

Desconfinamento seguro

Ainda que tenha como meta acelerar o processo de reabertura dos espaços, a Mango não deixa de destacar a segurança dos funcionários e dos clientes como uma prioridade durante o desconfinamento, comprometendo-se a garantir a limpeza eficaz das lojas e o seguimento das regras de acordo com as orientações da legislação local.

A desinfeção contínua das lojas, a disponibilização de equipamentos de proteção para os clientes e funcionários, o controlo da quantidade de pessoas presentes na loja, a distância social necessária e a vaporização a altas temperaturas dos artigos de vestuário são algumas das medidas adotadas nesta nova realidade. A utilização dos provadores tem também lotação limitada e terá a devida higienização após o uso individual de cada cliente.

Estas são as medidas de adaptação aos novos tempos, assim como as normas que a Mango criou para o período de confinamento, onde o online foi o único canal de vendas da retalhista que, em 2019, ultrapassou os 564 milhões de euros apenas com o desempenho digital que, atualmente, se traduz numa percentagem de 24% da faturação total.

Depois de ter adaptado os serviços de entregas e devoluções no início da pandemia, como é exemplo o alargamento do prazo de trocas, a retalhista está já apta em regularizar toda a logística com a devida segurança em vários pontos do mundo.

#MangoTogether

Também a fazer jus a toda a situação, a Mango lançou a campanha “Life in Bloom”, com o objetivo de recuperar o entusiamo experienciado no pré-pandemia. «Este projeto é o reflexo do contexto atual em que, após alguns meses de distanciamento físico, as energias voltam a renovar-se e a vontade de sairmos, para desfrutar da natureza, da companhia da nossa comunidade mais próxima e de tudo o que nos oferece o mundo, ganha mais significado do que nunca», afirma a retalhista em comunicado.

A campanha protagonizada por Andreea Diaconu, Kaya Wilkins, Jill Kortleve, Oumie Jammeh, Boyd Gates e Anders Hayward foi fotografada por Cass Bird na Argentina e pretende inspirar toda a comunidade. Neste seguimento e uma vez que o digital desempenha um papel muito relevante para a marca, os seguidores da Mango no Instagram tiveram a oportunidade de estarem mais próximos da realização das filmagens e ainda conseguiram eleger as cenas que queriam ver no produto final e até mesmo antever algumas das peças de vestuário que dão vida à campanha.

A alegria e o otimismo definem toda a coleção, sendo por isso que todos os artigos da linha feminina revelam tons e formas florais nos tecidos 100% sustentáveis ambientalmente. Os volumes e as cores como o vermelho, amarelo e rosa pastel pintam o objetivo de elevar o ânimo de quem utiliza os modelos. Já as peças do segmento masculino seguem linhas «contemporâneas e descontraídas», regidas por tons neutros como o branco e o bege sem descurar os estampados de riscas e flores, que prometem alegrar a coleção masculina.

O mote #MangoTogether, utilizado durante este período de distanciamento social, dá também origem à “Life in Bloom”, que foi idealizada já durante o surto de Covid-19 e revela, mais do que nunca, «a importância de permanecermos unidos».