Início Arquivo

Mango quer roubar concorrência

“Se está descontente com o seu franchising, mude-se para a Mango”. Esta frase resume mais uma das estratégias da cadeia espanhola para prosseguir o seu crescimento internacional. Uma estratégia de comunicação direccionada a proprietários de franchisings de outras marcas que se encontrem descontentes com o rumo que as suas vendas estão a levar. Isak Andic, presidente-executivo do grupo de moda catalão, explicou na semana passada que é desta forma que a sua empresa pretende conquistar franchisados de outras marcas concorrentes, quer em países onde a Mango já está presente, quer em novos países onde pretende estabelecer a sua presença. A expansão da sua rede de distribuição é uma das muitas formas através das quais a Mango pretende alargar as vias de acesso aos consumidores finais, para assim manter um ritmo elevado de crescimento. Na maioria das cadeias de retalho de moda, como é o caso da Inditex e da H&M, as vendas por superfície comparável ressentiram-se perante a quebra de confiança dos consumidores. Estas duas cadeias são os principais rivais da Mango, que não lhes poderá “roubar” franchisados, visto operarem apenas através de lojas próprias. Outra das estratégias reveladas por Andic é o aumento da presença da marca nos grandes armazéns através de corners e da expansão do conceito shop-in-shop. Segundo o presidente-executivo do grupo, este tipo de canal é pouco utilizado pelos seus principais concorrentes, mas é uma boa maneira de aumentar vendas sem incremento de custos. Este canal “não é incompatível” com as lojas próprias e com as franquias, visto ser dirigido a públicos-alvo distintos», acrescentou. No entanto, a Mango descarta a hipótese de aplicar esta estratégia de distribuição no seu mercado de origem, a Espanha, por este ser o seu mercado mais maduro. A marca, que facturou 1.100 milhões de euros em 2008, conta actualmente com 1.230 lojas em todo o mundo (entre próprias e franchisadas). Quanto à sua marca masculina, a HE by Mango, lançada em 2008, está já presente em 190 espaços de retalho, o que denota um bom ritmo de implantação face ao objectivo final que é o de que esteja presente em todas as lojas do grupo», concluiu Isak Andic.