Início Notícias Marcas

Maria Bianca muda de mãos

A marca de vestuário infantil passou, desde o final do ano passado, a estar aos comandos de Marta e Joana, duas clientes e apaixonadas pela Maria Bianca. que decidiram dar continuidade ao projeto. Ainda em fase de reestruturação, um dos objetivos das novas proprietárias é continuar a desenvolver os mercados internacionais.

[©Maria Bianca]

A Maria Bianca mudou para as mãos de duas «clientes e amantes da marca e do que ela representa», afirma a nova proprietária Joana Leal Taful. «A anterior dona da marca pretendia algo diferente para a sua vida e, através de conversas informais, soubemos desta oportunidade», revela ao Portugal Têxtil.

Juntamente com Marta Sousa e Meneses, arregaçaram as mangas e tomaram as rédeas da marca de roupa de criança no final do ano passado. Depois de um breve interregno de cerca de quatro meses devido à «passagem de pasta», eis que a marca renasce, mantendo o «mesmo mood mas, claro, trazendo algumas novidades», garante.

[©Maria Bianca]
Ainda em fase de restruturação, a insígnia está a delinear a nova estratégia e a estudar novas formas de comunicação. «A Maria Bianca tem muitos clientes estrangeiros e queremos explorar esses mercados. No entanto, consideramos que Portugal tem um potencial gigante, pelo que pretendemos também apostar muito cá, seja através das redes sociais ou de mercados», explica.

A projeção internacional da marca será mantida «através de mercados ou mesmo plataformas que nos podem ajudar a chegar a novos clientes/lojas. Para já não podemos revelar, mas temos já alguma estratégia pensada», admite Joana Leal Taful. O retorno às feiras também está previsto, mas só deverá acontecer em 2023.

O tempo é agora

Depois de um regresso ao mercado com a coleção ‘’Time is Now’’, numa edição especial dedicada ao Dia do Pai com peças também para os mais crescidos, o próximo passo serão as propostas de verão que deverão ser lançadas muito em breve.

[©Maria Bianca]
«O grande objetivo é levar a marca para um novo patamar. Para já queremos voltar a ter, pelo menos, duas coleções anuais – verão e inverno», indica Joana Leal Taful.

Nesta nova era da insígnia, a Maria Bianca procura manter a inspiração na infinita imaginação das crianças e na sua descoberta emocional. A experimentação de sensações, emoções e felicidade são a base da marca, sem esquecer «a qualidade da nossa produção nacional e queremos que isso seja evidente lá fora», conclui.