Início Arquivo

Marks & Spencer vende Brooks Brothers

A Marks & Spencer vendeu a sua unidade de vestuário para homem, Brooks Brothers Inc, por 225 milhões de dólares (51 milhões de contos) a pronto pagamento. Este foi o último passo na reestruturação do programa para centrar o negócio no núcleo britânico. A venda, no valor de um terço do preço que a Marks & Spencer pagou em 1988, foi confidencialmente realizada pelo especialista de retalho americano Retail Brand Alliance Inc., controlado por Claudio Del Vecchio, cuja família controla a Luxottica SpA, que possui a marca Ray Ban. A Marks & Spencer declarou ainda que espera vender ainda 27 lojas Kings Super Markets até ao Natal, apesar dos atrasos causados pelos acontecimentos de 11 de Setembro. O director internacional David Norgrove, disse que o facto da Brooks Brothers ter «uma magnífica herança americana e uma força de trabalho empenhada… não se ajustava com o núcleo do negócio e com as estratégias prioritárias da Marks & Spencer.» A Brooks Brothers lutou muito para se definir nestes últimos anos entre as tendências de vestuário casual, afirmaram alguns analistas. Tal como a Marks & Spencer na Grã-Bretanha, a Brooks Brothers teve de se tornar mais na moda, sem alienar a sua base de clientes tradicionais. Norgrove afirmou que a Retail Brand Alliance, estava melhor posicionada para desenvolver todo o potencial da Brooks Brothers. «Devido às dificuldades das trocas e transacções comerciais nos Estados Unidos, nós estamos satisfeitos com este acordo», afirmou Norgrove. A Retail Brand possui já a Casual Corner, especializada em retalho para mulher; a Carolee, uma designer de joalharia para armazéns e lojas especializadas e a Adrienne Vittadini, designer de roupa e acessórios para mulher.