Início Notícias Moda

Marques’Almeida segue sustentável em Londres

A marca da dupla portuguesa Marta Marques e Paulo Almeida mostrou na Semana de Moda de Londres, que decorre até amanhã em formato digital, a nova coleção para o outono-inverno 2021/2022, mantendo a sustentabilidade e a responsabilidade social como valores basilares das suas propostas.

Marques'Almeida [©Portugal Fashion]

O filme M’A x Nenny, que foi apresentado no passado sábado, 21 de fevereiro, é o resultado de uma parceria em curso da marca com a cantora e rapper Nenny e a sua equipa artística. No vídeo, que continua disponível na plataforma online da Semana de Moda de Londres e no site da Marques’Almeida, pode conhecer-se melhor e assistir a uma atuação de Nenny, que enverga coordenados desenhados pela dupla, nomeadamente vestidos, que estão já disponíveis para pré-encomenda.

«Empoderar a expressão criativa de jovens artistas ao mesmo tempo que eles, literalmente, dão vida à coleção, reforçando os laços com a comunidade e ligando pessoas e ideias» está no ADN da marca, garante a Marques’Almeida na descrição da coleção. Uma ideia confirmada pela cantora durante o vídeo. «Senti-me eu própria a usar as roupas da Marques’Almeida», refere Nenny, relembrando uma atuação no âmbito da A Colors Show, uma plataforma para novos artistas do mundo todo, onde participa com o tema Tequila.

Marques’Almeida [©Marques’Almeida]
A coleção da Marques’Almeida para a próxima estação fria mantém o foco na responsabilidade ambiental e social, com produção local e a inclusão de materiais tingidos com produtos naturais – como a rubia tinctorum para o cor-de rosa –, denim com tratamento de ozono, que usa menos 50% de água e químicos, utilização de algodão orgânico com certificação GOTS ou BCI, poliamida reciclada, lã produzida com respeito pelos animais e fibras biodegradáveis, à semelhança do que aconteceu nas propostas para a primavera-verão deste ano. Segundo explicou Marta Marques ao Jornal Têxtil na altura, a preocupação «tem sido, sobretudo, como tornar a marca mais sustentável e a nossa abordagem criativa foi um pouco dominada por essas preocupações de sustentabilidade. O nosso processo criativo passou a ser mais como uma resposta a um problema».

Mais de 100 marcas em cinco dias

A Semana de Moda de Londres começou no passado dia 19 de fevereiro, numa edição completamente digital devido ao confinamento imposto no Reino Unido. O calendário contempla cerca de 100 marcas de vestuário de homem e senhora e termina amanhã com a Erdem. Antes disso, estão previstas, entre outras, as apresentações das propostas da Dunhill e de Simone Rocha, assim como a entrega do prémio Queen Elizabeth II Award for British Design (23 de fevereiro, às 15h de Londres).

«Está realmente difícil para toda a gente atualmente, mas particularmente para a indústria da moda», afirmou, à Reuters, Caroline Rush, diretora-executiva do British Fashion Council. «A Semana de Moda [oferece] um vislumbre de inspiração, otimismo, ligando a criatividade e pensando verdadeiramente no impacto que a moda tem na sociedade e na cultura. E precisamos disso», acredita.

Antecipando o que se pode encontrar na passerelle virtual da Semana de Moda de Londres, o Pantone Color Institute sustenta que as cores irão combinar «história e excentricidade», oferecendo mais esperança aos consumidores, indica o Sourcing Journal.

Pantone Color Institute [©Pantone Color Institute/Adobe Stock]
«As cores desta estação refletem o desejo revigorado de criar», aponta, «quer seja com a injeção de uma visão contemporânea na história, quer impondo um estilo urbano sobre a natureza e o mundo exterior».

Os tons habitualmente conotados com a estação fria, como os vermelhos profundos, os azuis escuros e os castanhos, deverão manter-se, mas deverão surgir igualmente o Green Bee, um verde-relva reminiscente das paisagens campestres inglesas, o Clear Sky, um azul a lembrar o céu em dia de sol sem nuvens, o Ibiza Blue, que remete para as águas límpidas das ilhas paradisíacas, o laranja Daylily, que lembra a luz solar intensa ou um campo de flores, e o Red Alert, um vermelho de fazer parar o trânsito. A cor do ano, Illuminating, também deverá surgir no outono-inverno 2021/2022 da Semana de Moda de Londres.