Início Arquivo

Marzotto e Vezoletto criam o colosso europeu da fiação de lã

A Marzotto prossegue o seu processo de reorganização. Depois de ter anunciado a separação entre as suas actividades têxteis e do vestuário, o grupo italiano concentra-se agora na fiação. Como estava já previsto, a Marzotto assinou um acordo com a sua conterrânea Verzoletto, com o objectivo de criar uma nova sociedade que englobará as fiações laneiras dos dois grupos (lãs penteadas e misturas cardadas) – Lanerossi Filati para a Marzotto e Manifattura Lane Folco para a Verzoletto.

Controlada em partes iguais pelos dois parceiros, esta nova empresa será a maior na sua especialidade na Europa, com um volume de negócios de 122 milhões de euros (69 milhões de euros para a Marzotto e o restante para a Verzoletto), para uma produção global de 15 milhões de quilogramas de fios destinados ao sector das malhas. A empresa receberá como dote 3 fiações integradas e explorará as marcas Lanerossi, Folco e Martex. Segundo os dirigentes dos dois grupos, esta fusão é a melhor resposta face à recessão dos mercados que caracteriza o sector dos lanifícios e à concorrência dos países extra-europeus. «Esta dimensão permitir-nos-á criar sinergias e optimizar as capacidades dos nossos sistemas de produção, tudo integrando as nossas redes de comercialização e de logística e alargando a gama de produtos», explicam.

Esta operação enquadra-se na nova política de desenvolvimento do grupo Marzotto. Se, por um lado, o seu presidente, Antonio Favrin, exclui a possibilidade de qualquer aquisição dentro do sector do vestuário, que, antes do Verão, será inserido no novo Valentino Fashion Group, por outro, adianta a necessidade de tornar-se «um pólo de agregação europeu e mundial» para o têxtil que permanecerá no seio do grupo Marzotto. Uma política que deverá, assim, traduzir-se por novas parcerias com outros agentes do sector. O grupo Marzotto produz também tecidos em lã, algodão e linho.