Início Notícias Têxtil

Messe Frankfurt reconecta têxtil na China

A Messe Frankfurt voltou ao formato de eventos físicos com a concretização das feiras Yarn Expo e Intertextile Shenzhen Apparel Fabrics. Os dois certames marcaram um regresso «de sucesso» para promover as sinergias do sector.

Intertextile Shenzhen Apparel Fabrics [©MesseFrankfurt/Intertextile Shenzhen Apparel Fabrics]

O Centro de Exposições e Convenções de Shenzhen recebeu a Yarn Expo e a Intertextile Shenzhen Apparel Fabrics na semana passada, marcando o regresso das feiras da Messe Frankfurt aos formatos físicos, algo que já não acontecia desde fevereiro.

A feira de fios Yarn Expo cobriu uma área de 10 mil metros quadrados onde estiveram dispostos 125 expositores. «As edições de outono e primavera da Yarn Expo em Xangai foram extremamente populares nos últimos anos, com grandes aumentos no número de expositores e visitantes. Isso deu-nos confiança para expandir a feira para o sul da China, onde poderíamos utilizar o novo espaço e oferecer outra plataforma para os fornecedores captarem o potencial crescente nesta região do país, bem como noutras áreas na Ásia», afirma Wendy Wen, diretora-geral sénior da Messe Frankfurt (HK).

Já a Intertextile Shenzhen Apparel Fabrics recebeu um total de 886 expositores, numa área de 50 mil metros quadrados. Apesar de todos os desafios que o sector enfrenta atualmente devido à crise sanitária, como é exemplo as restrições nas viagens, segundo a organização, os certames foram bem recebidos. A CHIC e a PH Value decorreram em simultâneo com as feiras anteriormente mencionadas, o que resulta num conjunto de quatro eventos que se concretizaram no Centro de Exposições e Convenções de Shenzhen que, desta forma, abriu portas a 42 mil visitantes. A decisão partiu das duas organizações que cooperaram para, no mesmo espaço, conseguirem dar aos participantes uma cadeia de aprovisionamento têxtil completa.

«Com a retoma dos eventos na China, estamos gratos por voltar a apoiar a indústria têxtil e facilitar as ligações comerciais. O certame foi o primeiro a ser realizado pela Messe Frankfurt desde fevereiro, quando os eventos foram cancelados ou adiados graças à pandemia. Estamos felizes pela Intertextile Shenzhen ter prosseguido como planeado, providenciando uma plataforma de confiança para a indústria se reconectar», esclarece Wendy Wen.

As feiras da Messe Frankfurt foram sujeitas a uma série de normas para eventos de grande escala que foram aplicadas de acordo com as diretrizes das entidades locais de modo a garantir a máxima segurança de todos os participantes. As medidas incluíram a verificação do nome no registo à entrada das feiras, verificação da temperatura corporal, controlo da utilização obrigatória da máscara, normas de distanciamento social, higienização regular das áreas públicas, dispensadores de desinfeção em pontos estratégicos em todo o recinto, nomeadamente nas zonas de passagem, e ainda controlo nas áreas exclusivamente destinadas para refeições.

Procura acumulada

Na primeira vez a expor na Yarn Expo, a TopLine (Ningbo) ficou satisfeita com os resultados. «A pandemia acumulou uma procura muito forte no mercado. Começámos a nossa coleção outono-inverno mais cedo este ano e vemos que o mercado segue a mesma tendência, com a maior parte dos compradores já à procura de produtos desta temporada. O local e altura da feira são muito benéficos. O potencial da Greater Bay Area vai crescer, por isso este é o lugar ideal para a feira», referiu Mary Xu, diretora-geral da empresa.

Yarn Expo Shenzhen [©Messe Frankfurt]
Com esperança de que os visitantes e expositores internacionais possam participar na feira com maior facilidade, a Messe Frankfurt está já de olhos postos no futuro, com a organização da edição de outono da Intertextile Shenzhen Apparel Fabrics em setembro. A Messe Frankfurt (HK) pretende impulsionar a retoma do sector e ainda ajudar na recuperação da indústria como se verificou nesta edição.

«Tivemos muitos clientes a visitarem-nos, cerca de 70 a 80 marcas com diferentes tipos de compradores. A qualidade é muito melhor do que as anteriores. Estão a surgir muitas marcas únicas em Shenzhen e a cadeia de aprovisionamento aqui desenvolveu-se bastante bem nos últimos 10 anos. Ontem, muitos dos nossos clientes eram de zonas próximas onde apareceram grandes marcas e muito mais investimento nos últimos dois anos. Na sua escala, a Intertextile é a feira líder na China. A nossa perceção este ano é muito melhor do que a das edições anteriores», resume Annie Chen, gestora de marketing na empresa Korea Textile Center.