Início Arquivo

México com ar retro

Cortes assimétricos, cinturas marcadas e silhuetas retro foram a primeiras grandes tendências lançadas no primeiro dia de desfiles da Semana de Moda do México, que está a decorrer no Campo Marte, na Cidade do México, até Sexta-feira. «Nostalgia, sensualidade e futurismo serão as grandes tendências do Outono/Inverno 2010», referiu a organização da “Mercedes Benz Fashion Mexico”. No line-up constam 460 modelos repartidos por mais de 20 desfiles, que contarão ainda com as presenças especiais de Tommy Hilfiger – que celebra os seus 15 anos no mercado mexicano – e do designer venezuelano Ángel Sánchez. «Estamos a fazer crescentes melhorias a cada estação e temos igualmente aprendido com a nossa experiência. Hoje, posso dizer com orgulho que estamos à altura de qualquer semana de moda internacional», afirmou Beatriz Calles, directora de moda do evento. Este é o terceiro ano e a sexta edição desta semana de moda mexicana que, para além da presença de 18 criadores, conta ainda com cinco exposições de criadores de joalharia e três desfiles colectivos de 12 de jovens talentos de universidades do país. Para além dos nomes já referidos, apresentam ainda as suas colecções estilistas como José Luis Abarca, César Franco, Elena Gómez Touissant, Lydia Lavín, Armando Mafud, Pedro Loredo e Gianfranco Reni. Este último, discípulo mexicano de Alexander McQueen, realizará uma homenagem ao criador inglês, com uma colecção denominada “My Army”, inspirada em uniformes militares. A par dos desfiles, Tommy Hilfiger será responsável pela moderação de um seminário destinado a criadores mexicanos. Tendo começado no passado dia 12, as primeiras propostas apresentadas incluem combinações de pele com tecido, silhuetas bem definidas, cinturas altas, tudo numa mistura perfeita entre o passado e o futuro, com a sensualidade e a elegância à flor da pele.