Início Notícias Calçado

Micam cautelosamente otimista

A reabertura da economia italiana e a luz verde do governo transalpino para a realização de feiras físicas está a entusiasmar a organização da feira de calçado, que agendou a próxima edição da Micam para 19 a 21 de setembro. O digital, contudo, deve manter-se em paralelo, para responder às mudanças sentidas no mercado.

Micam - setembro 2020 [©Micam]

Quase um ano depois da última edição na Fiera Milano Rho, a Micam deve regressar aos eventos físicos em setembro. «O recente anúncio do Governo de uma data para recomeçar as feiras torna-nos cautelosamente otimistas em relação ao futuro», afirma Siro Badon, presidente da Micam e da associação de calçado Assocalzaturifici.

«Começar novamente este sistema virtuoso, ao serviço das empresas e com as exportações que resultam das feiras, significa relançar toda a indústria nos mercados mundiais», explica.

Siro Badon [©Micam]
Há,todavia, mudanças, a começar duração da feira, que passa para três dias – de 19 a 21 de setembro. «Estamos a trabalhar numa edição concentrada numa fórmula de três dias em vez dos habituais quatro dias, garantindo uma segurança perfeita sob os protocolos desenvolvidos com a Fiera Milano», desvenda o presidente da Micam e da Assocalzaturifici. «A Micam é a primeira oportunidade de negócio de importância decisiva para as nossas associadas, um espaço privilegiado para negociar encomendas e abrir oportunidades para crescimento e penetração em novos mercados. É essencial para o relançamento de um sector crucial da indústria italiana e da nossa economia, um sector de produção que sofreu grandes dificuldades em 2020 em resultado da pandemia», salienta Siro Badon.

Digital ganha protagonismo

Na impossibilidade de fazer feiras físicas, a Micam reforçou o seu evento digital, que na segunda edição, de 8 de março a 8 de maio, contou com 90 marcas e a visita virtual de mais de 5.000 compradores de todo o mundo.

Esta ferramenta digital deverá coexistir com o evento físico (tal como aconteceu em setembro de 2020) e ser uma parte fundamental da estratégia da organização para se adaptar às mudanças no mercado, que exigem planeamento, organização e capacidade de renovar a oferta de produto mais frequentemente e apresentar mais rapidamente novos produtos aos clientes ao longo do ano.

Tommaso Cancellara [©APICCAPS]
Tommaso Cancellara faz um balanço positivo desta segunda edição do Micam Milano Digital Show. «Implementámos iniciativas de comunicação focando a atenção dos compradores nas marcas na plataforma. Mais de 5.000 compradores registaram-se, visitando mais de 35 mil páginas e gerando quase 2.000 pedidos de contacto com as marcas. O tráfego foi 60% mais elevado do que na edição anterior», revela o CEO da Micam, adiantando ainda algumas tendências do mercado. «Sentimos muito interesse por calçado de inverno, sobretudo botas e botins, mas também sapatos confortáveis e calçado de desporto, demonstrando que a pandemia mudou verdadeiramente a forma como trabalhamos e vivemos a nossa vida», aponta.

Além disso, refere Cancellara, «a gama de produtos em oferta foi rodeada por conteúdo virtual de qualidade graças ao Micam X, o laboratório de inovação em calçado da Micam. Durante as oito semanas, transmitimos mais de 50 apresentações com base nos quatro pilares do Micam X: sustentabilidade; tendências e materiais; o futuro do retalho; e arte herança de moda e futuro».

Face ao sucesso, «o Micam Milano Digital Show vai continuar nas próximas estações, juntamente com as edições físicas da feira que são tão importantes para a nossa indústria», anuncia o CEO da Micam.