Início Notícias Calçado

Micam dá saltos de equilíbrio

Com uma queda de 5% no número de visitantes, a Micam ditou as tendências de mercado para a estação fria. Apesar da menor afluência, e além de ter anunciado a primeira edição da Micam Americas, a feira internacional de calçado distinguiu-se pelo «verdadeiro interesse dos participantes».

Na 89ª edição de uma das maiores feiras internacionais de calçado, Milão abriu portas a 1.205 expositores, entre os quais 628 eram italianos e 577 de outras nacionalidades.

A edição da feira promovida pela Assocalzaturifici registou um decréscimo de 5% no número de visitantes, um valor que já se fazia esperar. «A contração que prevíamos, confirmou-se. Verificámos uma descida no número de compradores asiáticos e nos visitantes britânicos devido a dificuldades de transporte causadas pela emergência de saúde pública e pelas condições climáticas extremas», explicou Siro Badon, presidente da Assocalzaturifici.

O número de visitantes alemães também sofreu uma quebra ligeira que, segundo Badon, é consequência do período económico difícil vivido no país. Contudo, o cenário revelou-se «contrabalançado». «O panorama foi equilibrado pelo aumento de compradores da Rússia. Tivemos compradores e visitantes de perfil elevado que mostraram verdadeiro interesse nos produtos inovadores apresentados pelos nos nossos expositores», acrescentou.

Para a Take a Walk, a menor afluência fez parte do painel geral que, mesmo assim, resultou numa recetividade «positiva». «Pelo que tenho falado com os meus colegas da indústria aqui presentes neste certame a afluência é menor. Recebi os meus principais clientes e a recetividade foi positiva em termos de modelos, de possibilidade de vendas. Mais uma vez, a marca foi assertiva na coleção que apresentou», assegurou Salomé Almeida, administradora da Take a Walk, ao Portugal Têxtil.

Salomé Almeida (Take a Walk)

Para justificar a ausência da presença asiática, o coronavírus foi o motivo mais apontado. «Esta feira, tirando o lado asiático – temos sempre bastantes clientes asiáticos, nomeadamente, Coreia, Japão e China, que são clientes habituais da marca e outros que normalmente são novos, todas as estações – que infelizmente correu mal eu diria, foi bastante boa para nós. Tivemos três dias com bastante afluência em termos de visitas e compradores», afirmou José Pinto, CEO da Lemon Jelly.

Ainda que reduzida, a presença asiática não deixou de se fazer sentir, a par de muitas outras nacionalidades que acorreram à Micam. «Novos clientes passaram aqui, embora sem nada concretizado ainda. Nota-se um bocadinho menos frequência de novos contactos, é um facto. Nos primeiros dois dias houve muita gente do Japão. Depois recebemos da Coreia, italianos, espanhóis, alemães, ingleses. Já recebemos também da Arábia Saudita, do Dubai…», adiantou João Barros, responsável da área comercial da Aerobics.

Inovação e sustentabilidade

A Micam, que nos fez viajar até ao mundo encantado com o mote “Alice no País das Maravilhas”, realizou-se de 16 a 19 de fevereiro e teve como foco principal a sustentabilidade ambiental e social que acompanhou «iniciativas de sucesso» como o The Garden, um espaço dedicado ao ambiente e o iKids Square, onde estavam expostas as Wonder Dolls, as bonecas de edição limitada do artista Allison Hoffmann, que foram vendidas nos primeiros dias do evento e cujas receitas reverteram para projetos educacionais da Humana People to People Italia.

José Pinto (Lemon Jelly)

Nesta edição, a inovação foi um dos temas mais apelativos da feira, com a Micam X enquanto área mais atendida pelo público que contemplou produtos e ideias inovadores e tecnologicamente avançados nas mais variadas vertentes. Entre eles, os últimos desenvolvimentos para o sector de calçado, incluindo as tendências de moda e ainda novos materiais, a temática da sustentabilidade e o futuro do retalho. A atenção dos visitantes esteve igualmente voltada para a secção dos Emerging Designers, que exibiu o talento de 12 jovens criativos selecionados por especialistas da área.

Expositores e oportunidades de negócio

Entre as novidades, destacou-se a primeira edição da Micam Americas, uma iniciativa dedicada ao calçado dos EUA que vai oferecer à indústria uma nova oportunidade de negócio. Criada em parceria com a Informa Markets, a feira vai decorrer de 17 a 19 de agosto de 2020 e terá lugar no Centro de Convenções de Las Vegas.

João Barros (Aerobics)

Richmond e Roberto Cavalli foram algumas das marcas que integraram o plano da feira italiana, que contou com mais de 90 expositores portugueses como Fly London, Lemon Jelly, Cubanas, Atlanta Mocassin, Aerobics e Ambitious.

A Micam estará de regresso a Milão de 20 a 23 de setembro, para desvendar a estação quente de 2021.