Início Arquivo

Milão versus Paris

Milão terminou no sÁbado a “sua” Semana da Moda e, por entre desfiles, colecções e tendências, o destaque da semana foi dado, às afirmações proferidas por Mario Boselli,presidente da Câmara Nacional da Moda Italiana, que se pronunciou pela primeira vez e de forma incisiva sobre duas das maiores semanas de moda do mundo e eternas rivais: Paris e Milão. Milão é a capital do pronto-a-vestir. Paris é a da alta-costura», salientou Boselli que acredita vivamente que ItÁlia contínua a ocupar o primeiro lugar no panorama mundial de pronto-a-vestir. Isto apesar de Paris apresentar bi-anualmente, desfiles de pronto-a-vestir – nos quais FÁtima Lopes marca presença hÁ jÁ 10 anos, somando 20 participações – cuja mais recente edição começou no mesmo dia em que terminava a Semana de Moda de Milão. Um sucesso que é alcançado sobretudo devido à adesão de marcas de renome como é o caso de Chanel, Dior, Balenciaga, Givenchy, Yves Saint Laurent e Louis Vuitton. Mas contra factos existem os argumentos do presidente da Câmara Nacional de Moda Italiana que aposta na apresentação de números que, segundo o mesmo, são decisivos para analisar e dessa forma diferenciar as duas semanas de moda. Primeiro porque ItÁlia aposta sobretudo no produto nacional, logo cerca de 85% das marcas que desfilam em Milão são originÁrias do nosso país e apenas 15% das marcas presentes são de origem estrangeira. Em Paris, esta relação é [respectivamente] de 45% para 55%. Eles são obrigados a fazer isso, porque não têm uma indústria tão forte como a italiana». Os argumentos de Boselli parecem ganhar ainda mais força com a apresentação do volume de negócios anual registado no sector de moda italiana em 2007, que foi de 69.269 mil milhões de euros. Este valor engloba apenas os sectores têxtil, vestuÁrio, artigos em couro e calçado. Milão é menos internacional [em relação a Paris] mas isso acaba por tornar esta semana numa semana de moda ainda mais interessante. Isto porque provamos constantemente que somos coerentes com o sistema de moda italiano», afirmou o presidente da Câmara Nacional de Moda de ItÁlia, acrescentando ainda que os franceses ganham destaque quando o tema em questão é o luxo, mas os italianos dão sobretudo valor ao “belo e bem feito”. é assim que funcionamos e é precisamente no pronto-a-vestir que estÁ a nossa mais-valia e as nossas principais receitas em termos de vendas».