Início Destaques

Ministro estreia-se na Heimtextil

Manuel Caldeira Cabral irá visitar a Heimtextil, a principal feira de têxteis-lar, a convite da ATP - Associação Têxtil e Vestuário de Portugal. A visita está agendada para a tarde do primeiro dia do certame, 12 de janeiro, e vai permitir que o novo Ministro da Economia contacte diretamente com os 75 expositores portugueses presentes em Frankfurt.

Na visita, o Ministro da Economia terá a companhia do Secretário de Estado da Indústria, João Vasconcelos. De acordo com um comunicado da representação da Messe Frankfurt em Portugal, a presença oficial do governo português é uma resposta a um convite endereçado pela ATP e irá permitir que Manuel Caldeira Cabral contacte «diretamente com empresas de um sector que tem contribuído significativamente para o aumento das exportações portuguesas».

Uma presença oficial que se tornou quase uma tradição: no ano passado, o então Ministro da Economia, António Pires de Lima, esteve igualmente na feira, assim como, antes dele, em 2011, o Primeiro-Ministro da altura, José Sócrates (ver Têxteis-lar lusos em grande).

Nesta edição da Heimtextil, que decorre de 12 a 15 de janeiro, estarão, entre os mais de 2.700 expositores internacionais, 75 empresas portuguesas, 32 das quais com o apoio da Associação Home From Portugal no âmbito do Programa Portugal 2020.

Portugal é o quinto maior exportador de têxteis-lar a nível mundial, o que se tem refletido na presença nacional em Frankfurt. Segundo a representação portuguesa da Messe Frankfurt, 85% das empresas apresentam roupa de cama e banho e artigos têxteis para mesa e cozinha, sublinhando ainda que «Portugal é o país com a maior representação no Hall 11, dedicado a artigos Premium. Estima-se que o investimento feito pelas empresas portuguesas nesta feira seja superior a 2,5 milhões de euros».

As cores nacionais estão ainda representadas no fórum The Portuguese Home Tex’Style, no hall 11, que, nesta edição, tem como tema Dream Garden, uma iniciativa da Associação Selectiva Moda, onde estão os «melhores artigos nacionais de têxteis-lar», numa seleção de Dolores Gouveia.

Em estreia estará ainda o projeto solidário D’Avó With Love, que converte fronhas de almofadas em vestidos que são entregues a crianças acolhidas em instituições acreditadas e que envolve empresas socialmente responsáveis e idosos. «A presença na Heimtextil, que conta com 2.700 expositores de todo o mundo, constitui uma excelente oportunidade para mostrar o nosso projeto, tentar captar novos parceiros e apoios e, eventualmente, inspirar o surgimento de iniciativas idênticas noutras partes do mundo», revelou à Lusa a mentora do projeto, Sílvia Correia. «Por ano, passam por ali, em média, 67 mil visitantes, pelo que esta é uma oportunidade de ouro para mostrar e fazer crescer o nosso projeto solidário», acredita.

Durante os quatro dias da feira são esperados, segundo a Messe Frankfurt, mais de 68.000 visitantes de 133 países, que poderão não só conhecer as novidades dos expositores mas também participar em eventos paralelos (ver Mundo da casa na Heimtextil) e ficar a par das tendências para 2016/2017, sob o mote “Well-Being 4.0 (ver Elogio à autenticidade).