Início Arquivo

Minúsculas maravilhas têxteis

Os nanomateriais com real potencial comercial para a indústria têxtil incluem as nanofibras obtidas por electrofiação, os nanotubos de carbono, as soluções coloidais, as nanocápsulas (com perfumes, medicamentos, etc.), as nanopartículas em geral, as nanopartículas metálicas em particular, os revestimentos metálicos por pulverização, os revestimentos de superfície por plasma e os revestimentos monocamada. Esses nanomateriais apresentam geralmente dimensões que variam entre algumas dezenas e várias centenas de nanómetros.

Nanotubos de carbono

Os nanotubos de carbono são principalmente de 2 tipos: com parede única ou com paredes múltiplas – o tipo mais comum. As mais importantes propriedades dos nanotubos são grande força mecânica, leveza, condutividade eléctrica, resistência térmica e química. Entre as aplicações têxteis mais correntes encontram-se coletes à prova de bala, cintas de segurança, coberturas anti-explosão, materiais de filtração e materiais médicos.

Nanofibras electrofiadas

As nanofibras poliméricas são aplicadas em revestimentos muito leves, flexíveis e invisíveis. As aplicações são numerosas em revestimentos de não-tecidos, membranas porosas, mousses, etc. Os produtos podem ser, por exemplo, tecidos de protecção (militar, etc.), filtros multifuncionais (poeiras, bactérias, vírus, etc.), e tecidos médicos. Estas nanofibras conferem propriedades mecânicas superiores, leveza, resistência química e condutividade eléctrica aos produtos resultantes.

Tratamento por plasma

A tecnologia plasma é uma alternativa aos métodos de tratamento de superfície utilizando grandes quantidades de água, de solventes e outros produtos químicos. Entre as diferentes possibilidades da tecnologia estão as aplicações têxteis médicas que podem consistir na activação superficial para conferir propriedades hidrófilas aos tecidos ou não-tecidos destinados aos sistemas de filtração sanguínea ou membranas filtrantes para sistemas de diálise. Outras aplicações incluem ainda enxertos por plasma em tecidos para testes de culturas, membranas, implantes, tecidos para cateteres, etc.

A Dow Corning Plasma Solutions (Irlanda), bastante activa neste mercado em forte crescimento, utiliza a tecnologia de tratamento por plasma à pressão atmosférica para efectuar a deposição rápida de finos revestimentos a fim de melhorar a bio-compatibilidade, a eficácia de filtração e até as propriedades barreira do vestuário cirúrgico.

As propriedades destes nanorevestimentos são múltiplas: repelente à água e ao óleo, anti-microbiano, ignífugo, anti-UV, controlo de odores e libertação de agentes biologicamente activos.

Nanopartículas metálicas

Podem-se utilizar diferentes tecnologias plasma para aplicar metais nos têxteis. A pulverização por plasma é um processo sob vácuo que permite aplicar directamente um revestimento metálico sobre um tecido. Outros processos físicos a alta energia permitem preparar nanopós metálicos que podem ser colocados em soluções ou emulsões e aplicados por fulardagem. As nanopartículas à base de metal, de óxido metálico ou de sal metálico podem apresentar propriedades anti-microbianas, de auto-descontaminação e protecção contra a radiação ultravioleta.

Soluções coloidais

As soluções coloidais consistem em partículas muito finas dispersas numa solução. As nanopartículas em sistemas líquidos apresentam distintas propriedades superficiais como a repelência à água e aos óleos. A Nano-Tex (EUA) e a Schoeller (Suíça) são duas das empresas mais activas neste domínio.