Início Notícias Moda

Moda e sustentabilidade convergem em Londres

A forma como o poder, a economia, a sociedade e o ambiente influenciam a moda é o tema em foco na edição de 2018 da Global Fashion Conference, que se realiza a 31 de outubro e 1 de novembro em Londres e conta com representantes da Valérius Têxteis, da Universidade do Minho e da Universidade da Beira Interior entre os oradores.

Subordinada ao tema “What’s Going On? A Discourse on Fashion, Design and Sustainability” (que, numa tradução livre, significa “O que se passa? Uma conversa sobre moda, design e sustentabilidade”), durante dois dias, académicos, políticos, designers e empresários irão debater o estado e o futuro da moda, com o objetivo de «explorar a dinâmica, os desafios e as propostas da moda e da sustentabilidade através da lente do design. A diversidade das nossas perspetivas juntas promete uma exploração muito interessante, através dos temas do Poder, Natureza, Cultura e Sociedade», explicam, na apresentação desta edição, a professora Isabel Cantista, fundadora da Global Fashion Conference, e Dilys Wiliams, diretora do Centre for Sustainable Fashion, que se juntaram para esta edição.

Isabel Cantista

«Ao mudar o curso da indústria da moda, mudamos o curso do planeta e é por isso que o projeto Global Fashion Conference, liderado pela professora Isabel Cantista, começou a promover há 10 anos uma conferência internacional que pretende alimentar a sustentabilidade no negócio da moda. Esta conferência tem uma abordagem pluridisciplinar e junta académicos e indústria, estimulando a inovação para a sustentabilidade», refere o comunicado da organização.

Multidisciplinaridade em palco

No primeiro dia, dedicado à natureza e à cultura, irão intervir, entre outros, Mary Creagh, deputada do parlamento britânico, Katharine Hamnett, designer de moda, Helen Crowley, diretora de inovação de sourcing sustentável do grupo Kering, e Edwina Ehrman, curadora no Victoria & Albert Museum.

Ghent 2014

O segundo dia, dedicado ao poder e à sociedade, contará com a participação de Sophie Slater, diretora da marca Birdsong, Claire Bergkham, diretora de sustentabilidade e inovação na Stella McCartney, Orsola de Castro, fundadora e diretora criativa da Fashion Revolution, e Harold Tillman, empresário britânico que já liderou as marcas Jaeger e Aquascutum.

Florença 2009

Além destes oradores, está prevista a intervenção de académicos de todo o mundo, incluindo da London College of Fashion, do Reino Unido, do Fashion Institute of Technology, da Índia, da Universidade de Navarra, de Espanha, da Tokuyama University, do Japão, da Universidade de South Wales, da Austrália, da Universidade de Joanesburgo, da África do Sul, e da Ohio State University, dos EUA.

A conferência terá ainda transmissão em direto das sessões plenárias através do canal de YouTube da University of the Arts London.

Portugal lidera

De Portugal está prevista a intervenção de Ana Broega, da Universidade do Minho, com uma comunicação subordinada ao tema “Co-design de designers e artesãos e a comunicação desta parceria – uma reflexão”, de Madalena Pereira, da Universidade da Beira Interior (UBI), que irá abordar “As práticas de design de moda na cadeia de aprovisionamento para a sustentabilidade”, e de Elsa Parente e Miguel Costa, da empresa Valérius Têxteis, sobre o projeto Valérius 360º (ver Valérius procura futuro verde), que está a ser gerido pela RDD (ver RDD à conquista do mundo).

A Global Fashion Conference deste ano, tem ainda um cunho mais português, sendo patrocinada pelas empresas Riopele e Tintex.

Porto 2010

Além disso, a conferência surgiu em 2008 por iniciativa de Isabel Cantista, que além de professora é também managing partner da FFI – Fast Forward Innovation. O projeto surgiu para responder a uma necessidade sentida pelos investigadores internacionais. «Sentimos que não havia nenhuma conferência onde nos pudéssemos reunir de forma a integrar os saberes e experiências, tendo em conta o consumidor final: a fileira e o consumidor de moda», explicou, na altura Isabel Cantista ao Jornal Têxtil.

Na sua 6.ª edição – a primeira decorreu em Florença, em 2009, e a segunda no Porto, em 2010, com o apoio do CENIT – Centro de Inteligência Têxtil –, a Global Fashion Conference tem-se realizado de dois em dois anos, tendo já passado por cidades como Madrid (2012), Ghent (2014) e Estocolmo (2016). Em 2020 foi já anunciado que a conferência irá realizar-se em Lyon.