Início Notícias Moda

Moda mini invade Londres

As propostas de moda infantil para o próximo verão estarão reunidas no Business Design Centre em Londres, para uma edição da Bubble London recheada de novidades, incluindo as que 11 empresas portuguesas levam na mala para apresentar ao mercado britânico e não só.

A feira de moda infantil reúne cerca de 300 marcas internacionais durante dois dias – 12 e 13 de julho –, incluindo nesta edição 11 empresas portuguesas, oito das quais presentes com o apoio da Associação Selectiva Moda. À Chua, DOT, Dr. Kid, Gloop, Knot, Picola Speranza, Sissonne e Vandoma juntam-se, a título individual, a Ativo, a Patachou e a Wedoble. Pela primeira vez na Bubble London, a Sissonne apresenta a sua primeira coleção, pensada para a primavera-verão 2016. «A nossa estratégia comercial passa pela exportação e pela participação em feiras internacionais», revela Inês Ramos, responsável da marca. «Iremos apresentar a nossa coleção teste e verificar a aceitação da nossa marca», acrescenta.

A marca, com sede no Porto, apresenta propostas de vestuário para crianças entre os 3 meses e os 6 anos, integralmente desenhadas e produzidas em Portugal, com recurso a fibras naturais. «O conceito desta coleção é um clássico reinventado, evocando sempre elementos do património histórico e cultural português. Divide-se em duas linhas, sendo que uma delas tem como inspiração o elétrico e a outra a vida contemporânea no campo», explica Inês Ramos. Já a coleção que a Knot vai apresentar caracteriza-se pela sofisticação e pela inspiração étnica, tendo com protagonistas os bordados. A marca foi beber inspiração ao continente africano, transportando as texturas e as cores para as suas propostas, confecionadas em algodão e linho. «Tivemos vários contactos interessantes, pelo que acabamos por transformar uma relação de cliente (wholesale) em sales representative para o mercado inglês, e assim, pareceu-nos fundamental estar presente na feira, não só para apoiar as vendas da sales representative, mas também porque, como já temos uma estrutura mínima no Reino Unido, faz sentido apostar neste tipo de divulgação», aponta a international sales manager, Sara Lemos.

Gravatas, laços e coletes constituem, por seu lado, a oferta da Vandoma, que ao lado clássico destas peças junta as mais recentes tendências de moda para os mais pequenos. «A participação nesta feira é importante pela importância do mercado inglês, bem como pelos clientes estrangeiros que comparecem neste certame», justifica a responsável da marca, Ana Sousa. As marcas portuguesas posicionam-se, assim, lado a lado com os grande snomes internacionais, incluindo as linhas infantis desenhadas por Isaac Mizrahi e Agatha Ruiz de La Prada. A feira quer também ser um ponto de discussão de tendências e negócios na moda infantil, tendo preparado um programa paralelo que inclui nesta edição seminários sobre comércio eletrónico, as tendências da estação, como atrair novos clientes, assim como a apresentação de jovens designers.