Início Notícias Moda

Moda portuguesa em destaque em Milão

David Catálan e Miguel Vieira apresentam amanhã, de forma digital, as respetivas coleções de moda masculina para o outono-inverno 2021/2022. Os dois designers, que participam com o apoio do Portugal Fashion, integram o calendário oficial de desfiles da Semana de Moda Masculina de Milão.

David Catálan e Miguel Vieira (Semana de Moda Masculina de Milão - setembro 2020) [©Portugal Fashion]

A apresentação marca o arranque do Portugal Fashion nos mercados internacionais, com David Catálan a mostrar a sua coleção às 10  horas e Miguel Vieira às 14 horas (hora portuguesa).

«Atravessamos tempos difíceis, há um novo confinamento, e teremos sempre de fazer uma adaptação às contingências de cada momento, nunca esquecendo que este é um sector de atividade que junta criatividade e negócio, e que necessita, como nunca, que todos os esforços sejam feitos para que se mantenha ativo o seu circuito profissional de atividade», afirma, em comunicado, Mónica Neto, diretora do Portugal Fashion. Como tal, explica, é importante «que a moda portuguesa continue a atravessar fronteiras com o mesmo empenho e dedicação, promovendo o que de melhor se faz no nosso país».

David Catálan foi beber inspiração à essência da sua marca para criar as suas propostas para o outono-inverno 2021/2022. «A coleção é desenvolvida em função das necessidades do workwear misturadas com o guarda-roupa clássico, sendo os fatos monocromáticos um elemento central na escolha das peças-chave, usando uma paleta de cores que enfatiza uma estética neutra, de cores densas ou leves tie-dyes», indica o Portugal Fashion.

O resultado é uma coleção «jovem, irreverente e adaptável às novas formas de consumo», que recorre a «materiais inovadores» e se caracteriza pela textura de veludo das peças.

A história de Miguel Vieira

Miguel Vieira integra, desde 2019, o calendário oficial de moda masculina em Milão. Para a próxima estação fria, o designer decidiu «contar uma história» de «pessoas que têm confiança na sua aparência e entendem a roupa que usam como uma extensão delas mesmas», adianta o comunicado do Portugal Fashion. As propostas contrastam silhuetas esguias e geométricas com as silhuetas clássicas, de linhas puras e estilizadas, com Miguel Vieira a usar matérias-primas como lã, caxemira, alpaca e lurex e tonalidades como o azul medieval, verde inverno e preto caviar para «libertar as pessoas do estigma social que diz ser preciso vestirmo-nos de acordo com um género».

Semana de Moda Masculina de Milão – setembro 2020 (Miguel Vieira) [©Portugal Fashion]
Na última apresentação em Milão, em setembro, Miguel Vieira usou um vídeo e recebeu um bom feedback. «Correu muitíssimo bem. Tivemos uma pontuação ótima (porque há uma pontuação) e houve um grande feedback bom sobre a coleção», revelou, ao Portugal Têxtil, o designer, admitindo sentir sempre algum nervosismo com as presenças em Itália. «É ótimo poder estar presente com grandes marcas como a Dolce & Gabbana, a Prada, a Gucci e a Valentino, mas é complicado estar a competir com esses nomes sem ter uma marca cotada em Bolsa ou sem investidores internacionais», reconheceu.

A Semana de Moda Masculina de Milão começa hoje, com a apresentação da Ermenegildo Zegna, e termina na terça-feira, 19 de janeiro, com a marca Dima Leu. Pelo meio serão reveladas as coleções para o outono-inverno 2021/2022 de Iceberg,  Prada e Tod’s, estando ainda agendados desfiles físicos da Fendi, da Etro e da Kway.