Início Notícias Moda

ModaLisboa coloca moda de autor na rua

A partir de 25 de novembro, e até 17 de dezembro, a pop-up da ModaLisboa, na Praça do Município, em Lisboa, dá destaque às criações de 15 designers de moda, com peças selecionadas mas também diversas novidades de criadores como Béhen, Constança Entrudo e Luís Buchinho.

Béhen - ModaLisboa Mataphysical (março 2022) [©ModaLisboa-Ugo Camera]

A loja pop-up da ModaLisboa será inaugurada amanhã, 25 de novembro, às 18 horas, colocando o número 33 da Praça do Município da capital portuguesa no roteiro obrigatório dos admiradores e compradores de moda.

«Focada na promoção e comercialização de design de moda, a ModaLisboa inaugura a sua loja temporária com o objetivo de estreitar a relação entre criadores e os seus públicos, incentivando o consumo consciente de um produto conceptual, sustentável e ético», justifica a associação de moda portuguesa em comunicado.

Constança Entrudo – ModaLisboa Mataphysical (março 2022) [©ModaLisboa-Ugo Camera]
Béhen, Call Me Gorgeous, Carolina Machado, Constança Entrudo, Dino Alves, Duarte, Filipe Augusto, Fora de Jogo, Hibu, Luís Buchinho, Luís Carvalho, Maria Clara, Pilar do Rio, Ricardo Andrez e Valentim Quaresma são as marcas representadas nesta loja temporária, que estará aberta até 17 de dezembro.

Para além de peças selecionadas de cada um dos designers, que segundo a organização foram pensadas «para as diversas audiências da ModaLisboa, com preços justos, promoções e diversidade», a pop-up terá ainda várias novidades.

Novidades em estreia

A Béhen, por exemplo, irá mostrar novos coordenados e lançar uma coleção para os mais pequenos. A Béhen Pour le Petit Monde, como foi batizada, é «uma linha pensada para dar continuidade à tradição do enxoval infantil, com uma coleção-cápsula de peças até aos seis anos que tem o objetivo de valorizar a passagem do saber-fazer de geração em geração», descreve a ModaLisboa.

[©Luís Buchinho]
Também Constança Entrudo traz novas peças, incluindo uma coleção-cápsula de upcycling, confecionada com materiais que, por vários motivos, acabaram por não ser utilizados em coleções passadas. Uma seleção de coordenados que «reapropria-se dos códigos da marca e reafirma a sua missão de minimização de desperdício e trabalho conceptual», realça a ModaLisboa.

Novidade é ainda a primeira novela gráfica de Luís Buchinho, SAL, que estará igualmente disponível na pop-up da ModaLisboa. Com textos de João Andrade e edição da Fundação Cecília Zino, que apoia crianças e adolescentes em risco, «a banda desenhada ilustrada pelo criador da ModaLisboa nasce das histórias de quem habita a fundação» e tem como objetivo «consciencializar o público para a realidade da dureza de muitas infâncias», com as vendas a reverterem parcialmente para a construção de uma nova casa de acolhimento no Funchal.

A pop-up store de Natal da ModaLisboa estará aberta de segunda-feira a sábado, das 11 às 19 horas.