Início Notícias Moda

ModaLisboa veste-se de verde

Ainda sem saber as cores escolhidas pelos designers que vão mostrar as coleções na capital portuguesa, é já certo que o verde associado à sustentabilidade será o tom predominante do evento. Awake foi o mote escolhido para esta edição da ModaLisboa, alinhada com a Capital Verde Europeia 2020.

A 21 de junho de 2018, Lisboa foi distinguida com o galardão de Capital Verde Europeia 2020. Dois anos depois, em pleno “reinado” da maior cidade portuguesa, a ModaLisboa, que decorre de 5 a 8 de março, assume também o seu papel de influenciadora de comportamentos e escolhe Awake como tema para a primeira edição do ano.

«Entramos em 2020 com a certeza de que nada será como antes e é nessa mesma certeza que assenta a necessidade de mudança. O conceito de Sistema de Moda está a mudar e o de Semana de Moda muda com ele. É preciso fazer mais do que apresentar as coleções para a próxima estação. É preciso que um evento desta dimensão tenha uma responsabilidade cultural, social e educativa», aponta Eduarda Abbondanza, presidente da Associação ModaLisboa, que organiza o evento em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa.

O tema da sustentabilidade perpassa todo o evento, desde a chegada dos convidados, com destaque para os transportes públicos que servem as Oficinas Gerais de Fardamento e Equipamento do Exército, no Campo de Santa Clara, à entrada – com um check-in que privilegia os meios eletrónicos –, passando pelo o catering, onde as garrafas de plástico deverão ser substituídas por garrafas de vidro, os alimentos serão o mais locais possíveis e a reciclagem e reutilização são palavras de ordem, como refere o Guia de Boas Práticas publicado no site da ModaLisboa.

Quatro dias de moda

Também o calendário denota um lado “verde”. Logo no primeiro dia, a partir das 17h, a Sala do Arquivo dos Paços de Concelho recebe as Fast Talks, onde Diana Verde Nieto, cofundadora e CEO da Positive Luxury, Jeanne de Kroon, fundadora da marca sustentável ZAZI, e Lisa Lang, consultora de moda, tecnologia e empreendedorismo da Comissão Europeia, vão debater a reinvenção do sistema de moda, numa conversa moderada pela jornalista Patrícia Barnabé.

Às 21h desse mesmo dia, 15 designers europeus irão fazer uma apresentação aberta ao público, resultado de dois dias de masterclasses e ações de formação sobre inovação, novos modelos de negócio, aposta na tecnologia, sustentabilidade e ética. «A criação de um ambiente de proximidade entre estes designers de moda e o tecido industrial português é crucial para um futuro em colaboração. Mas também é crucial para o futuro continuar a trazer o mundo para Lisboa e o United Fashion Lisboa, com o seu showroom, será o ponto de encontro entre criadores, buyers e imprensa internacionais e um melting pot de novas oportunidades», aponta a organização em comunicado.

Os três dias seguintes serão dedicados aos desfiles dos designers nacionais, entre novos nomes – incluindo os cinco jovens emergentes que irão concorrer pelo reconhecimento de um júri multifacetado, entre os quais o head of operations da Tintex, Ricardo Silva – e designers consagrados, como Dino Alves, que encerrará esta edição. A parceria com o Portugal Fashion mantém-se, sendo que nesta edição será Luís Buchinho a desfilar em Lisboa.

Calendário de desfiles

5.ª feira, 5 de março 

21h00 United Fashion Happenings | Paços Do Concelho

6.ª feira, 6 de março

18h00 Sangue Novo

20h00 Carolina Machado | LAB

20h45 Duarte | LAB

21h30 Valentim Quaresma

22h30 Carlos Gil

Sábado, 7 de março

15h00 João Magalhães | LAB

16h00 Buzina | LAB

17h00 Luís Buchinho | PWR by Portugal Fashion

18h00 Ricardo Preto

19h00 Luís Carvalho

20h00 Kolovrat

21h30 Gonçalo Peixoto

22h30 Nuno Gama

Domingo, 8 de março

14h00 Constança Entrudo | LAB

16h00 HIBU | LAB

17h00 Awaytomars

18h00 Ricardo Andrez

19h00 Aleksandar Protic

20h00 Ninamounah

21h00 Dino Alves