Início Arquivo

Modtíssimo consolidado

Com uma organização cada vez mais atenta aos interesses e necessidades dos expositores, a 18ª edição do Modtíssimo decorreu da melhor forma possível, tendo em conta a complicada situação mundial, a que ninguém se encontra alheio. Com provas dadas de que é realmente um salão abrangente do têxtil europeu e confecção nacional, o Modtíssimo apresentou um pequeno aumento a nível de visitantes nacionais em relação ao ano transacto, e a nível de visitantes estrangeiros notou-se uma quebra de 10%, condicionada pela conjuntura internacional. Esta 18ª edição acolheu um total de cerca de 2400 visitantes, dos quais 225 eram estrangeiros. Entre estes compradores estiveram presentes empresas de grande porte como a Induyco SA, Mestre Infantil S A, Nocturno SL entre outras. No que diz respeito à parceria conjunta do ICEP, APT e APIM, esta continua a dar frutos no desenvolvimentos deste salão da fileira têxtil. Em relação ao nível de visitantes estrangeiros notou-se uma quebra de 10%, mas foram ainda visíveis neste salão, cerca de 75 empresas convidadas do Icep, à procura de boas oportunidades de negócio. A nível de expositores, houve um qualitativo aumento. Empresas como a Sonix, as Malhas do Minho, Custoitex, Têxtil António Falcão, fizeram nesta edição, parte do leque de expositores no Clube dos Confeccionadores. Também, novos fabricantes nacionais como Reflectil, Fecor, e outras representadas como Texotop, Cottontex, Lanificios Becagli, Limonta, Peltex, não quiseram deixar de participar no Modtíssimo. Os habituais desfiles contaram desta vez com uma nova vertente tendo sido levados a concurso, os coordenados feitos pelos jovens estilistas das melhores escolas de moda do Porto e região Norte. A presidir a mesa do júri esteve Dominique Peclers, nome internacionalmente conhecido na definição das grandes tendências de moda, que se deslocou a Portugal exclusivamente para este evento. Integraram, também, o júri a estilista Anabela Baldaque e o industrial Marco Vilhena. O júri ficou entusiasmado com a “excelente combinação entre novos criadores e fabricantes nacionais”, e da sua apreciação surgiram 4 vencedores: em primeiro lugar, Bruna Costa da Escola de Moda do Porto, em segundo lugar, Paulo Couto do Citex e em terceiro lugar, ex-aequo Elena Mar da Escola Árvore e Sandra Silva do Cenatex. Estes jovens criadores ganharam como prémio visitas às principais feiras têxteis Internacionais e os dez primeiros, a oportunidade de terem um stand gratuito na próxima edição do Modtíssimo para apresentarem uma mini colecção. Os Fóruns dos Tecidos e de Confecção, organizados pela professora e consultora de moda Helena de Matos, apresentaram nesta edição um novo visual. Mais amplo e caracteristicamente sóbrio, este espaço foi uma boa oportunidade para se conhecer de uma forma generalizada as colecções presentes no Salão. O Fórum dos Novos Talentos, da responsabilidade do designer Mauro Santos, foi também um sucesso e houve até alguns jovens criadores que acabaram esta edição do Modtíssimo com perspectivas de trabalho e parcerias com alguns dos fabricantes presentes no Salão.