Início Notícias Vestuário

Momad mais “verde”

A terceira edição do novo formato Momad Metrópolis abre as portas à sustentabilidade como premissa maior nas tendências. Além da moda responsável, o certame espanhol de moda, que decorre de 3 a 5 de fevereiro, conta também com mais trunfos, onde se destaca a estreia do conceito Momad Catwalk.

Sob a designação Momad Sostenible, a Momad Metrópolis está a dar visibilidade ao conceito de moda responsável e no pavilhão 4 da Feria de Madrid reunirá empresas que apostam em valores ecológicos e socialmente responsáveis. Marcas como Slow Clothes, Karin de la Sierra, Veganized-Non Toxic Fashion, Pamukkaleworld, Punto a Mano, The Pez e Lofs Shoes estarão em destaque pela sua utilização de tecidos naturais, vestuário produzido com responsabilidade social ou processos de marketing éticos.

Além da oferta dos expositores, a feira promove ainda a “SustainableExperience”, um espaço de divulgação para, indica a organização, fomentar o conhecimento sobre moda sustentável.

Com a feira dividida em diferentes áreas, no pavilhão 4 da Ifema estará ainda a oferta de moda streetwear, urbana e jovem, onde se poderão encontrar marcas como a Tiffosi, Coronel Tapiocam Brave Soul e Six Valves.

Já o pavilhão 12 acolhe as propostas das marcas para o outono-inverno 2017/2018 no segmento contemporâneo (últimas tendências das marcas com estilo clássico) e casual, assim como acessórios, moda em pele e o Espacio Metro, dedicado às marcas de gama alta.

O pavilhão 14, por seu lado, tem uma mostra para as compras em cima da estação, com coleções para a primavera-verão 2017, agrupadas sob a design Now!, assim como as propostas de vestuário de cerimónia e festa.

No total, esta edição da Momad Metrópolis vai ocupar uma área de 15 mil metros quadrados, com quase 900 expositores a mostrarem as novas coleções. De Portugal, segundo os dados do website da feira, estarão 36 expositores. A presença portuguesa, de resto, estará reforçada nesta área, com a organização da Momad Metrópolis a anunciar uma mostra conjunta de marcas portuguesas de denim, sob a chancela do projeto Fashion From Portugal, promovido pela ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal.

Nesta edição da Momad Metrópolis, a principal novidade é, contudo, o conceito Momad Catwalk, que integra desfiles dedicados a diferentes segmentos de moda, como tamanhos grandes, moda sustentável e vestuário de festa, que irão ocorrer durante os três dias do certame. «É importante que nas feiras sucedam coisas que possam transmitir ideias, servir de inspiração. E na moda, o que é que é melhor do que a passarela?», justifica Jaime de la Figuera, diretor da Momad Metrópolis, em entrevista à Modaes.es.

No programa paralelo, a organização da Momad anuncia o Foro Momad, uma área dedicada a debates e tertúlias, onde especialistas da indústria vão discutir questões como marketing digital, tendências de moda e design e sustentabilidade. Neste espaço estarão ainda várias exposições organizadas pelo Centro Superior de Design de Moda, pela Escola de Moda de Sevilha e pela Escola Universitária de Design, Inovação e Tecnologia (ESNE).

Do programa faz ainda parte a apresentação dos resultados do estudo sobre a evolução do canal multimarca, organizado em parceria pela Modaes.es e a Acotex (Associação Empresarial de Comércio Têxtil e Acessórios), no denominado Momad Fahion Lab.