Início Notícias Marcas

Möm(e) em crescimento

A marca de vestuário voltada para os mais novos deu um pulo e, para a primavera-verão 2022, incluirá modelos para adultos na sua oferta. Durante a pandemia, a Möm(e) viu as vendas duplicarem graças a um parceiro de peso, a plataforma de comércio eletrónico Smallable.

Inês Camaño Garcia

O amor pela família originou um outro amor, a Möm(e). A marca de vestuário de criança, fundada em 2018 por Inês Camaño Garcia, cresceu de tamanho e terá, já a partir da próxima estação quente, uma coleção para os mais crescidos, composta sobretudo por t-shirts unissexo, calções e camisolas. A marca alargou ainda a numeração até aos 12 anos, «a pedido dos clientes», revela a fundadora.

Com 10 clientes fixos consolidados no retalho, a Möm(e) teve a oportunidade de ver duplicar o seu volume de negócios durante a pandemia graças a um «grande cliente francês, a Smallable, que é também uma montra para nós como marca. É uma das grandes lançadoras de tendências de bebé e criança na Europa», adianta ao Portugal Têxtil.

A entrada neste marketplace permitiu, à marca, abrir terreno nos EUA, um mercado que faz parte do horizonte de Inês Camaño Garcia, que nas próximas três coleções gostaria de poder participar na feira Playtime em Nova Iorque. Com as vendas centradas maioritariamente em França, o principal mercado, a Möm(e) tem estado presente, desde 2009, na Playtime Paris. «O Kuwait representa também uma parte importante da nossa exportação», acrescenta.

A insígnia conta ainda com loja própria no canal online, que «ainda não esta muito consolidada. Neste momento, o nosso caminho é pôr o retalho a andar para que a marca possa crescer, mas temos tido alguns clientes e vendas através do online. Acredito que possamos crescer brevemente um pouco mais. O nosso crescimento tem sido muito orgânico, mesmo, por exemplo, nas redes sociais são crescimentos muito orgânicos. Conhecemos muito bem o cliente que está nas nossas redes, não está lá por acaso. Grande parte das pessoas que chega até lá fá-lo porque já teve contacto com a marca ou teve alguma experiência de compra através do retalho», explica a empresária

Com perspetivas de crescimento, a Möm(e) prevê encerrar 2021 com 100 mil euros. «Ainda somos uma marca muito pequenina, mas queremos crescer paulatinamente e gostaríamos de, em 2022, duplicar novamente as vendas», assegura Inês Camaño Garcia.

A marca, que aposta na sustentabilidade, dando prevalência a matérias sustentáveis e com certificação GOTS, foi distinguida, pelo segundo ano consecutivo, com o prémio “Best Children’s Eco Fashion Brand”, promovido pela revista britânica “Junior Design”. «No ano passado alcançamos o bronze na categoria de melhor marca ecológica para criança, este ano a prata. Espero que em 2022 seja o ouro ou a platina», acredita a fundadora da Möm(e).