Início Arquivo

Mulberry em grande no Japão

A Mulberry anunciou um novo acordo de distribuição que fará com que os seus produtos sejam vendidos em grandes armazéns japoneses e grandes lojas de Tóquio e Osaka. A marca de luxo britânica, mais conhecida pelas suas bolsas em pele com preços entre as 500 e as 900 libras (589 a 1.061 euros), revelou que fez um acordo com uma joint-venture detida pelo Club 21 e pela Mammina, uma unidade da cadeia de grandes armazéns nipónicos Isetan Mitsukoshi Holdings (IMH). O negócio, com a duração de 10 anos, antecipa a abertura de várias shop-in-shops em grandes armazéns dentro da rede da IMH, assim como novas lojas em Tóquio e em Osaka. Em Junho último, a Mulberry indicou que esperava que as vendas no estrangeiro ultrapassem as vendas no seu mercado interno daqui a dois anos. A empresa referiu ainda que acordou com o Club 21 alargar o seu actual acordo de distribuição no sudeste asiático até 2021, passando ainda a incluir o Vietname e a Austrália. O acordo abrange agora a distribuição de artigos da Mulberry na China, Singapura, Malásia, Taiwan, Indonésia, Tailândia, Filipinas, Vietname e Austrália. E contempla ainda a abertura de flagships em Singapura, Hong Kong, Xangai e Pequim, assim como novas aberturas noutros países. Segundo o presidente e director-executivo da Mulberry, Godfrey Davis, «a região da Ásia-Pacífico representa uma importante oportunidade de crescimento para a marca Mulberry e estes dois acordos lançam as fundações para uma penetração acelerada na região, especialmente na China e no Japão». Um comunicado da empresa revela ainda que o conselho de administração espera que a contribuição do Club 21 para as vendas do grupo aumente significativamente nos próximos anos. O Club 21 gerou vendas por grosso para o grupo de 5 milhões de libras para o ano terminado em 31 de Março. O Club 21 é controlado por Ong Beng Seng e Christina Ong, que controlam também a Challice Limited, que tem uma quota de 57% na Mulberry, o que a torna na maior accionista.