Início Destaques

Mundo da casa na Heimtextil

De 12 a 15 de janeiro, a maior feira de têxteis-lar reúne, em Frankfurt, as propostas de mais de 2.700 expositores de todo o mundo, 74 dos quais com o selo do “made in Portugal”.

De 12 a 15 de janeiro, a maior feira de têxteis-lar reúne, em Frankfurt, as propostas de mais de 2.700 expositores de todo o mundo, 74 dos quais com o selo do “made in Portugal”.

Estamparia digital, o novo conceito para as tendências de 2016/2017 e a estreia de países como a Etiópia são alguns dos destaques desta edição.

A feira, que pela primeira vez se realiza de terça a sexta-feira (ver Heimtextil muda datas), antecipa a presença de cerca de 68 mil visitantes de todo o mundo, um número que se deverá manter estável face à edição de 2015.

Do lado dos expositores, onde a organização, a cargo da Messe Frankfurt, espera superar o número de 2.723 do ano passado, estarão 74 representantes nacionais, 32 dos quais apoiados pela Associação Textiles Selection Home From Portugal, a que se junta a Associação Selectiva Moda com o Fórum de Tendências The Portuguese Home Tex’Style.

As novidades são muitas, com os expositores nacionais a acompanharem de perto a evolução dos mercados internacionais. «Estamos em constante acompanhamento das tendências e da procura dos mercados, que apostam cada vez mais nos fatores inovação e diferenciação e é por aí que nos tentamos distinguir e superar», explica Carlos Gonçalves, administrador da especialista em felpos Bomdia. Para esta edição a empresa aposta «em artigos que combinam a funcionalidade, o conforto, mas também a inovação e a diferenciação, tendo sempre presente a qualidade de excelência que já é reconhecida nos nossos produtos», acrescenta.

Já no stand da Bovi, que contempla uma área de 130 m² com propostas da marca própria, para private label e uma mostra de bordados e acabamentos têxteis, os visitantes poderão encontrar uma «oferta abrangente», garante a administradora Amélia Marques. Entre as novidades estará uma linha de cama estampada assim como o reforço da «linha de bordados, elaborando novas e interessentes propostas, sem esquecer a gama mais clássica, através da qual sempre se afirmou junto dos seus parceiros», aponta.

Entre os produtores presentes na feira encontram-se também, pela primeira vez, quatro expositores da Etiópia, um país com cada vez mais destaque nas políticas de sourcing das marcas e retalhistas internacionais (ver Etiópia no mapa do sourcing). «Com Egito, Marrocos, Tunísia e África do Sul oferecemos já uma ampla seleção de designs e produtos africanos, sobretudo para cama, banho e mesa, e estamos entusiasmados por acolher a presença da Etiópia pela primeira vez», indica Meike Kern, diretora da Heimtextil, acrescentando que «os expositores deste país da África Oriental vão mostrar os seus produtos de elevada qualidade em roupa de cama e felpos».

Além das propostas destes e outros expositores, os visitantes da Heimtextil podem ainda conhecer as tendências internacionais no Theme Park, que nesta edição tem como tema Well-Being 4.0 (ver Elogio à autenticidade) e o novo conceito “Intimate Retail”, onde o gabinete de tendências WGSN irá antecipar o conceito de retalho do futuro.

Em paralelo, a feira oferece diversos eventos e conferências, sobre temas como evolução do retalho, sustentabilidade na cadeia de aprovisionamento e tecnologia, incluindo, nesta edição, a Conferência Europeia de Estamparia Digital. «Impulsionada pela inovação tecnológica, a estamparia digital é um dos segmentos com maior crescimento na indústria têxtil. O sector deverá registar crescimento de dois dígitos nos próximos anos. Vários produtores de têxteis para a casa e hotelaria estão já a usar técnicas de estamparia digital nas suas novas coleções», sustenta Ulrike Wechsung, diretora da Heimtextil. «Com a área de produto “Digital Print” no hall 4.0, estamos mais uma vez a oferecer a maior plataforma para comunicação e novos produtos, direcionada para designers, produtores, grossistas e retalhistas deste segmento. Entre as inovações estão novos sistemas de tinta de base aquosa para designs inspiradores, aplicações para o controlo específico dos processos de design e produção, assim como procedimentos para a transferência de cores garantidas do monitor para o produto final», acrescenta.

Entre os expositores desta área está a Epson Europa, que vai apresentar na Heimtextil a sua mais recente gama de impressoras de sublimação de tinta SureColor desenvolvidas para a produção de têxteis domésticos e outros artigos decorativos, num stand que vai ainda incluir cortinas e roupa de cama produzidas com algodão e linho de elevada qualidade usando as mais recentes impressoras têxteis digitais Monna Lisa Vinci e Monna Lisa Evo Tre. «A Epson oferece uma gama de impressoras a jato de tinta fiáveis e flexíveis para permitir os benefícios que a indústria têxtil necessita – uma oportunidade para criar e produzir um amplo conjunto de têxteis e produtos domésticos de forma fácil e económica. Na Heimtextil pretendemos demonstrar que, com a tecnologia da Epson, qualquer pessoa consegue resultados de qualidade superior em tecidos e suportes rígidos», refere Richard Barrow, gestor de produto sénior da Epson Europa.