Início Arquivo

Mundo têxtil em Bombaim

A indústria têxtil está reunida na índia para mais uma edição da Textile Days India. Nesta edição, o evento organizado pela Messe Frankfurt junta em Bombaim, até hoje, as feiras Heimtextil India, dedicada aos têxteis-lar, e Techtextil India, o evento dirigido aos têxteis técnicos e não-tecidos. No 10.º aniversário da Heimtextil India, as expectativas mantiveram-se em alta para esta edição e parecem estar a ser superadas. Segundo a organização, o evento continua a ser o mais importante para a indústria têxtil do país, sobretudo devido à presença de compradores internacionais. Apesar das exportações têxteis indianas terem caído ligeiramente (menos 2%) em 2008/2009, para os 21,75 mil milhões de dólares (cerca de 14,75 mil milhões de euros) devido à crise mundial, a indústria antecipa uma recuperação de 5% em 2009/2010, graças também às ajudas do governo através de subsídios para a obtenção de crédito, aumento das taxas de reembolso e financiamento à modernização tecnológica. «A índia tem muito a ganhar ao aproveitar as vantagens competitivas num sector vital como o têxtil. As exportações têxteis podem recuperar nos próximos meses, já que os players da indústria estão a procurar oportunidades em novos mercados», afirma o secretário-geral da indústria, DK Nair. Para isso, os industriais indianos contam também com uma preciosa ajuda. «A Messe Frankfurt tem procurado activamente conquistar compradores internacionais de novos mercados. Isso trouxe bons resultados aos expositores indianos, apesar das dificuldades das economias de todo o mundo. Compradores de países como a Austrália, áfrica do Sul, países do sudeste asiático e do Médio Oriente estão já familiarizados com a Heimtextil India como um ponto de aprovisionamento», revela Shammi Nagpal, directora-geral da Messe Frankfurt India. E se a Heimtextil India está na sua 10.ª edição, a Techtextil India está apenas na segunda edição, mas o crescente interesse e desenvolvimento da indústria de têxteis técnicos está a fazer crescer este certame. A feira está dividida em 12 áreas de aplicação de têxteis técnicos e não-tecidos, desde os geo-têxteis aos não-tecidos de uso no âmbito da prestação de cuidados de saúde e conta com pavilhões nacionais da Alemanha, França e Itália, assim como com expositores a título individual do Japão, Turquia, Espanha, Reino Unido, China e áustria, para além de muitas empresas indianas. O interesse dos expositores internacionais por este evento tem vindo a aumentar à medida que a procura interna indiana regista um crescimento constante. A indústria indiana de têxteis técnicos tem crescido a um ritmo de 12% ao ano, devendo atingir um valor de cerca de 10 mil milhões de euros em 2013. «O potencial do grande mercado que é a índia, com exigências de novas tecnologias em quase todos os sectores, é impossível de ignorar. Por isso, não surpreende que a Techtextil India seja atractiva para a melhor indústria internacional de têxteis técnicos», conclui Shammi Nagpal.