Início Notícias Têxtil

Munich Fabric Start renova aposta no sourcing

O salão de tecidos alemão mantém a aposta na área do private label e, na próxima edição, irá estrear um novo espaço dedicado ao sourcing de vestuário, integrado no certame. A área pretende ser uma montra para as empresas de confeção de vestuário e acessórios de moda que trabalham igualmente em private label.

Desde 2017 que a Munich Fabric Start encara como estratégico oferecer soluções de sourcing muito procuradas pelas grandes marcas internacionais, tendo criado o salão Munich Apparel Source Fair. Agora integrado na Munich Fabric Start, o espaço dedicado à confeção em regime de private label ocupará o Business Club Munich, a 3 e 4 setembro.

Para a edição de setembro, que decorre entre 3 e 5 de setembro, a organização está a preparar o novo espaço, que ocupará um edifício datado de 1926, localizado em frente à entrada do salão dos tecidos. As reservas estão já completamente preenchidas e, de Portugal, sete empresas irão expor neste espaço: Bergand by Gulbena, Orfama, SM Senra, Top Trends, Valerius, Vestire e Vandoma. No total, uma seleção de aproximadamente 70 produtores internacionais de vestuário irá apresentar os seus serviços nos segmentos mulher e homem, acessórios, vestuário de trabalho, alta costura e alfaiataria no novo hall 8.

Localizado em frente ao MOC, onde se realiza o salão de tecidos alemão, o objetivo é que haja uma ligação imediata entre as duas áreas. «Com o novo espaço dedicado ao sourcing, quisemos criar uma espécie de um espaço de coworking, para a apresentação de empresas e produtos. Com este novo formato queremos oferecer um espaço tanto revigorante como eficiente, para que se realizem contactos únicos num local inspirador. Vamos surpreender os expositores e os visitantes com um formato completamente novo», garante Sebastian Klinder, diretor geral da Munich Fabric Start.

De Portugal, partirão para a Munich Fabric Start o total de 41 empresas, com as estreias da Vestire (no espaço dedicado ao sourcing), BW Fashion, Irmãos M. Marques, Crafil e José de Abreu e Filhos.

Na mais recente edição, em janeiro último, a Munich Fabric Start acolheu cerca de mil expositores e, apesar de ter registado uma descida de 3% nos visitantes em relação à edição de janeiro de 2018, 19.800 pessoas visitaram o salão de tecidos alemão.