Início Arquivo

Não-tecidos mergulham em novos mercados

A PGI, a BBA e a Hollingsworth & Vose lançaram recentemente novos produtos não-tecidos para os mercados dos filtros de spas e piscinas na América do Norte.

A PGI associou-se à Midwest Filtration para, em conjunto, desenvolverem uma membrana de alta performance – Aquapex – alternativa para este segmento de mercado.

O Aquapex é um tecido maleável 100% poliéster para filtragem que proporciona uma eficácia melhorada e uma redução da turvação, além de respeitar a norma National Sanitation Foundation Standard 50 para spas e piscinas. As empresas estão já a planear a expansão da linha para incluir tecidos anti-microbianos.

O Aquapex utiliza a tecnologia Apex da PGI, que combina as técnicas mais avançadas de formação da manta e de hidroentrelaçamento, em conjunto com um acabamento especial. Com a sua uniformidade superior e tamanho de poros hermeticamente controlado, a tecnologia Apex da PGI está a tornar-se uma plataforma bastante utilizada na indústria da filtração.

«Há já bastante tempo que a indústria das piscinas e spas procurava um produto de alto desempenho que acrescentasse valor em relação às ofertas tradicionais», declara Rick Pearce, director sénior de marketing da PGI. «Estamos satisfeitos com o desempenho da tecnologia Apex em outras aplicações ligadas à filtração, e estamos animados com os resultados advindos da associação com a Midwest para a aplicação do Aquapex no mercado das piscinas e spas».

A BBA lançou também uma nova membrana para filtros de piscinas e spas – Reemay Freedom, que combina uma tecnologia avançada anti-microbiana com uma membrana fácil de limpar. O Reemay Freedom utiliza o não-tecido termoligado Reemay, o standard da indústria das piscinas e spas de eficácia garantida por 30 anos, com uma superfície de limpeza fácil.

O Reemay Freedom apresenta a protecção Microbian, utilizada em produtos de cuidado pessoal. O Microbian protege o filtro durante o seu período de vida e inibe o desenvolvimento de bactérias que geram maus odores e afectam desfavoravelmente as membranas.

Um segundo novo produto desenvolvido pela BBA Fiberweb é o Allure, um não-tecido termoligado à base de poliéster, que apresenta um título de filamentos entre os não-tecidos convencionais spunbound e os não-tecidos meltblown para proporcionar uma eficiência melhor que a dos não-tecidos spunbound convencionais com idêntica base de peso. Este não-tecido possui uma maior uniformidade e os seus filamentos contínuos proporcionam menor migração de fibras e maior resistência.

Os filtros AquaSure e AquaSure Ag da Hollingsworth & Vose foram desenhados de forma a oferecer altas taxas de escoamento de água com baixa resistência, assim como eficiência de filtração superior e capacidade de retenção do lixo. Além do mais, o AquaSure Ag integra uma protecção anti-microbiana para uma eficácia mais duradoura. «A membrana AquaSure apresenta uma capacidade superior de remoção do lixo, o que não obriga a uma mudança dos filtros tão frequente», sublinha Dino Abelli, director de Produto na H&V. «A construção e a orientação da fibra no material permite que a água circule mais livremente através do reservatório do filtro, melhorando assim o processo de filtração e reduzindo o esforço do motor da bomba».

A versão aniti-microbiana da H&V – AquaSure Ag – é tida como a primeira membrana de filtragem para piscinas e spas com protecção conferida pela fibra, e não pelo revestimento superficial. Este produto patenteado integra a tecnologia anti-microbiana Fosshield da Foss, baseada na prata, que é considerada o mais eficaz agente anti-microbiano natural. Nos testes laboratoriais, esta tecnologia inibiu o desenvolvimento de mais de 650 espécies de bactérias, germes, fungos e bolores.

O Centro de Prevenção e Controlo de Doenças nos EUA registou um número crescente de americanos com doenças desenvolvidas em piscinas e spas públicos. As últimas estatísticas da agência indicam que nas 22.000 inspecções realizadas nestes locais em 2002, 54% revelaram uma ou mais violações, incluindo problemas de filtragem. As piscinas e spas filtrados e tratados indevidamente podem ser fonte de uma vasta gama de doenças com origem na água, como a giardia, Escherichia coli, shigella, cryptosporidium e Pseudomonas aeruginosa.