Início Arquivo

Negócios integrados na ITV

A Galiza, parceiro comercial cada vez mais importante do Norte do País, apresentou recentemente os resultados referentes às exportações têxteis, que cresceram 66% entre Janeiro e Maio deste ano. O efeito das empresas de moda galegas que conseguiram verticalizar-se com sucesso rumo à distribuição e retalho, particularmente a Inditex, não é de todo negligenciável, quer neste crescimento, quer no potencial de contribuição para a estabilização da situação económica dos seus fornecedores portugueses. A posição geoestratégica nacional em relação à fileira moda galega, como defendido pelas associações têxteis de ambos os lados da fronteira, dá, desta forma, uma oportunidade real para que as empresas do lado de cá do Rio Minho se convertam nos fornecedores-chave desses importantes clientes. A ábaco Consultores, especialista ibérica na implementação das soluções SAP para a fileira moda, tem trabalhado com estas duas realidades distintas mas complementares. Se na Galiza a prática de consultoria da ábaco tem levado a empresas cuja marca já se encontra implantada, do lado português, a especialista em soluções SAP tem trabalhado com fornecedores cada vez mais especializados, rápidos e chave para os seus clientes espanhóis. De ambos os lados da fronteira, a ábaco tem, assim, verificado a importância que cada tipologia de negócio dá aos seus respectivos parceiros e sentido também pontos comuns de preocupação na integração de processos de negócio, das cadeias de fornecimento e das práticas de gestão das empresas. Tudo isto com recurso crescente a tecnologias e sistemas de informação evoluídos. Se o conhecimento sobre os seus clientes, a oferta cada vez maior de serviços de valor acrescentado, a rapidez de resposta e a optimização de custos que permita a oferta de preços competitivos e de acordo com os objectivos dos clientes têm sido alcançados pelos fornecedores portugueses, do outro lado da fronteira, o controlo das cadeias de fornecimento, os ciclos de desenvolvimento de colecções cada vez mais curto e a resposta em tempo e em tendências ao consumidor final têm sido a preocupação. Deste modo, a ábaco tem objectivos particulares e de acordo com a especificidade de cada negócio, mas também objectivos comuns cuja resposta e optimização passam, cada vez mais, pela implementação de ferramentas de gestão avançadas que, não conseguindo reduzir significativamente tarefas físicas com reduzida margem de melhoria, reduzem o tempo de tomada de decisão, o erro, a carga burocrática e aumentam radicalmente a flexibilidade, permitindo, paralelamente, um controlo eficaz do negócio tendo em vista a manutenção da rendibilidade do mesmo. Se as marcas galegas querem fornecedores estratégicos com capacidade de resposta rápida, preços competitivos, flexibilidade e serviço de excelência ao cliente, os fornecedores portugueses querem afirmar-se cada vez mais como peças fundamentais no rápido crescimento da moda galega.