Início Arquivo

Nova fórmula de sucesso

Na sua primeira edição como evento independente da Intertextile Shanghai Apparel Textiles, a Yarn Expo 2007 atraiu 3.700 visitantes de 59 países e regiões, incluindo 20% de fora da China Continental. Deste modo, o certame dedicado às fibras e fios assume-se como uma plataforma fundamental para a indústria de fiação nacional e internacional. De acordo com a directora das feiras da Messe Frankfurt Hong Kong, esta “separação” foi ditada pelos interesses únicos dos compradores da mostra. «A fiação é uma indústrias muito a montante, com menos intervenientes. A criação de uma mostra especial como a Yarn Expo permitiu aos compradores localizar mais facilmente os fornecedores do que num grande evento como a Intertextile Shanghai Apparel Textiles», explicou Katy Lam A mostra apresentou uma gama completa de fibras e fios naturais, sintéticos, artificiais, combinados e especiais, destinados a tecidos e malhas. O espaço de exposição – 3.000 metros quadrados – foi o dobro do ano anterior, tendo marcado aqui presença um elevado número de expositores (90), o que representou um aumento de 32% comparativamente com a edição precedente. Também aumentou a proporção de expositores de fora da China – mais 58% do que em 2006., oriundos nomeadamente de França, Índia, Itália, Coreia, Paquistão, Singapura e EUA. Como feira independente, a Yarn Expo tornou-se num evento de nicho valioso, com um foco específico. «Foi uma excelente mudança», afirmou Maruf Ahmed, gestor de Produto para a ZXY Apparel Buying Solutions de Bangladesh, que tinha já visitado a Yarn Expo na Intertextile Shanghai. «É mais fácil encontrar os produtos», acrescentou Ahmed. Muitos foram também os expositores que apreciaram a nova especificidade do certame. «Escolhemos esta mostra porque concentra a indústria de fiação e é um local importante para estarmos a par das novidades», sustentou Gu Chang Chun, da Shanghai Tiqiao Textile & Yarn Dyeing, China, especialista em vários tipos de fios tingidos e malhas. «Agradou-nos ver muitos potenciais compradores chineses e estrangeiro. E registámos um bom feedback». «O mercado chinês enfrenta um crescimento tremendo e a Yarn Expo é uma óptima plataforma para encontrar os compradores locais», revelou Paolo Castoldi, responsável pela I&D na italiana Fulgar. «Esta mostra permite-nos entender as necessidades do mercado e o modo como as coisas funcionam na China». «Durante a feira encontrámos muitos compradores de qualidade, nacionais e internacionais, e tivemos uma óptima resposta», declarou Li Yanxia, da Changshu Jinfeng Flax Textile, China. «Recebemos visitas importantes e até encomendas. Pensamos que a Yarn Expo é a plataforma crucial da indústria para a troca de informações sobre o mercado e o local certo para nos promovermos». Os expositores indianos constituíram o maior grupo não-chinês, com sete empresas. Tratou-se de uma iniciativa organizada pelo Conselho de Promoção da Exportação de Têxteis de Algodão da Índia. O algodão é um dos produtos com maior procura na China. Nrupen Shah, da Kikani Exports da Índia, afirmou ter encontrado mais compradores do que esperava. «Voltaremos certamente», revelou no final do certame. Muitos compradores também se mostraram interessados pelo linho, para satisfazer a elevada procura de roupa branca, bem como por produtos orgânicos e derivados de fontes renováveis alternativas como a proteína do leite e o bambu. «É a primeira vez que participámos nesta feira, que é melhor do que outras em que marcámos anteriormente presença já que há mais visitantes do sector», revelou Lin Xiao Cong, engenheiro-assistente do centro de I&D da Suzhou Shengzhu Home Textile, na China. «A nossa empresa é especialista em fibras de bambu, procuradas por muitos visitantes estrangeiros. Registámos contactos dos Estados Unidos, Alemanha, Espanha, Índia, Coreia do Sul e Japão». «Não esperávamos ver tantos compradores, especialmente internacionais», afirmou Elaine Wang, assistente da Shanghai Zhengjia Milk Fiber Sci & Tec, China. «Participámos na Yarn Expo com o objectivo de promover a nossa fibra de leite. Trata-se de uma boa plataforma de sensibilização para este material único. A Yarn Expo é uma feira muito boa, pelo que tencionamos participar todos os anos» Outros produtos populares incluíram fibras artificiais especiais e fibras metálicas. «Fabricamos fios de aço inoxidável que podem ser utilizados em tecidos de algodão e em malhas como protecção contra radiações. Os fios metálicos são há muitos anos populares na Europa. Na China, o mercado só agora começou a crescer e prevemos muitas oportunidades. É, por isso, importante participar nesta feira», explicou Li Guo Liang da Suqian Weisheng Metal Products, China. A Yarn Expo tem lugar duas vezes por ano. A próxima edição decorrerá de 27 a 29 de Março de 2008 no Centro de Comércio Mundial da China, enquanto que a edição de Outono está já agendada entre 21 e 23 de Outubro no Centro Internacional de Convenções de Xangai, em Xangai.