Início Arquivo

Nova legenda dos jeans

Leg End, a nova linha de jeans Premium desenhada por Marithé & François Girbaud, estreou-se simultaneamente na Europa e nos EUA. As equipas de venda europeias da conceituada dupla de criadores apresentaram a colecção no início deste ano na Bread & Butter Barcelona enquanto que os seus homólogos americanos mostraram-na no salão Project, nas edições de Nova Iorque e de Las Vegas. Inicialmente, François Girbaud pensava lançar a linha somente na América, para que os seus clientes vissem que a marca virava a pÁgina da fase hip-hop, menos criativa para os jeans, destinada aos jovens negros dos grandes aglomerados dos EUA. O estilista desejava, assim, retomar as suas raízes inovadoras que tanto seduziram os americanos no passado. Mas, entretanto, apercebeu-se de que os consumidores europeus, fãs dos Girbaud, iriam procurar a marca aos EUA. O melhor era, então, oferecer-lhes a linha Leg End ao mesmo tempo que aos americanos. Deste modo, Marithé & François Girbaud ousaram, pela primeira vez, um lançamento global». A Leg End propõe 17 modelos distintos: 10 para senhora e 7 para homem. Cada jeans incorpora o know-how dos Girbaud, acumulado ao longo dos anos. Bob Stec, presidente da sociedade IC Isaacs, que gere a marca na América, sublinha os símbolos utilizados: o X, a seta, a estrela, o pêndulo. Estes diferentes símbolos foram gravados nos rebites, em etiquetas de couro cortadas a laser, nos botões. A atenção conferida aos detalhes foi tanta que os vendedores da marca falam de jóias» a decorar os jeans. Mesmo o interior das calças foi cuidadosamente trabalhado. O avesso apresenta Xis, estrelas, setas e pêndulos estampados. Estes modelos, que se assumem a antítese dos jeans cinco bolsos, apresentam 47 variações. Os jeans Girbaud, fabricados na Europa e no Magreb, são propostos em lavagem escura, ligeiramente escovada e coberta de resina, que lhe conferem um efeito brilhante. A tela é japonesa e varia entre o cinzento lixiviado e o azul-escuro. As formas seguem as diferentes tendências do momento: cinta descida ou subida, jeans justos ou largos, etc. A América rendeu-se à Leg End: Barney’s, Bloomingdale’s e Atrium são apenas alguns dos nomes que disputam a nova linha. Bob Stec quer lançar jÁ os produtos em 125 pontos de venda e espera atingir a velocidade de cruzeiro de 300 a 500 lojas nos EUA. Na Europa, Laurent Frèrebaut, o director de desenvolvimento, ataca por agora três mercados: França, ItÁlia e Alemanha. Cada um deverÁ reunir cerca de 50 lojas capazes de vender jeans a mais de 100 euros», refere Frèrebaut. Leg End significa literalmente “a extremidade da perna”. No entanto, a junção das duas palavras origina o termo inglês “Legend”, ao que aspira a nova linha: tornar-se numa lenda do jeanswear.