Início Notícias Retalho

Novos conceitos no retalho

Os espaços do retalho, entre lojas e showrooms, começam a abraçar sem preconceitos as novas experiências tecnológicas, mas num mundo cada vez mais dominado pelo digital, como pode este segmento entrar no jogo para ganhar?

Da instalação de iPads à abertura de um showroom apenas com produtos virtuais, os clientes têm assistido às diferentes entradas do retalho ao novo cenário de atuação – ainda que todas procurem recuperar as vendas perdidas para o canal online. O portal de tendências WGSN reuniu cinco exemplos de conceitos de compras que transcendem o fosso entre o digital e o físico.

Londres – Starbucks Reserve

A impactante versão “teatro” da Starbucks oferece a mais recente inovação tecnológica no segmento do café. As filas foram erradicadas, com pedidos feitos exclusivamente através do aplicativo Starbucks ou via funcionários com iPads. Ao concentrar-se na personalização e no serviço rápido, as ofertas da marca são, simultaneamente, simplificadas e elevadas.

Los Angeles – Rebecca Minkoff

Esta flagship da marca Rebecca Minkoff, sediada na Melrose Avenue, está equipada com tecnologia que procura auxiliar o cliente. Os provadores dispõem de ecrãs táteis interativos que permitem que os clientes solicitem novos tamanhos e encomendem opções, enquanto um sistema de iluminação ambiente proporciona uma forma divertida e ainda assim prática de encontrar o estilo ideal. Este sistema permite, até, pedir uma bebida, que será levada até ao provador.

Nova Iorque – Kenneth Cole

O espaço está repleto de ecrãs táteis e oferece um serviço 24 horas aos seus clientes. O objetivo desta tecnologia é simplificar a navegação entre as coleções e a encomenda (com entrega no dia seguinte). Trazer as compras digitais para o ambiente de loja oferece aos clientes o melhor dos dois mundos, uma vez que eles experimentam as peças antes de as adquirirem. Combinado com a mais-valia da entrega em 24 horas, este conceito imita a liberdade comercial completa geralmente associada às compras online.

Paris – Sephora Flash

O novo conceito de loja na Sephora combina pedidos online com lojas físicas através de ecrãs táteis em loja e de um assistente robótico. O facto de o espaço ser mais pequeno do que o habitual significa menos stock; no entanto, com toda a gama disponível para encomenda online, o espaço limitado é indiscutivelmente melhor utilizado. Os cosméticos são difíceis de retratar online, uma vez que dependem muito de cor e da textura e, assim, este espaço híbrido pode ser um passo fundamental para colmatar o fosso entre o retalho físico e o digital no campo da beleza.

À volta do globo – Volvo Showroom

A fabricante de automóveis sueca Volvo demonstrou recentemente os extras de segurança dos seus novos modelos de forma inovadora – sem, para isso, envolver carros. Aos potenciais compradores, aquando da chegada ao showroom, foram dados uns óculos holográficos Microsoft HoloLens. Estes projetaram um modelo do carro e destacaram o seu novo recurso: um sensor laser para detetar o movimento dos outros veículos. Recorrendo à realidade aumentada para realçar características de outra forma invisíveis, a marca demonstrou os elementos nos quais é superior em relação a uma alternativa mais barata, sem esquecer o facto de impressionar potenciais clientes e elevar a performance da marca a um novo patamar.