Início Notícias Vestuário

Nutch aposta no activewear sustentável

Chegou ao mercado há quase um ano e não quer parar de mexer. A Nutch quer enaltecer os corpos das mulheres para que se sintam mais confiantes na prática do exercício físico. Produzida com matérias-primas ecológicas, a marca estreia uma nova coleção no dia 1 de dezembro.

[©Nutch]

“Notable, Unique, Thankfull, Conscious e Happy” deu origem à Nutch, uma marca de de activewear sustentável destinada a mulheres que praticam exercício físico e se preocupam com o impacto ambiental e social.

«Procuramos entregar peças elegantes, originais e acessíveis, produzidas com matérias-primas sustentáveis e com respeito e valorização de todos os intervenientes na cadeia de produção», explica, ao Portugal Têxtil, a fundadora Margarida Trindade.

Prestes a completar um ano em janeiro de 2022, a Nutch deu os primeiros passos, ao mesmo tempo que a pandemia, que reforçou a presença da atividade física no quotidiano de muitos portugueses. Com resultados «muito positivos» e «sem pressa para crescer», a marca procura sobretudo ganhar notoriedade em Portugal.

Uma das características da Nutch é o recurso a matérias-pimas recicladas, como a poliamida Econyl, produzida a partir de desperdício de plástico recolhido dos oceanos e aterros. As t-shirts são também em algodão orgânico, «que é produzido sem a utilização de pesticidas tóxicos e fertilizantes artificiais, permitindo a sustentabilidade dos solos e a sua fertilidade», aponta a empresária.

[©Nutch]
Para além das matérias-primas amigas do ambiente, todos os artigos da marca são produzidos em Portugal de forma ética e a um preço justo. «Não podendo praticar os preços de algumas cadeias de fast fashion, queremos desmistificar a ideia de que as marcas com este posicionamento são muito caras e inacessíveis. Além disso, procuramos ter uma oferta mais diversificada quando comparada com as restantes marcas de vestuário desportivo, disponibilizando designs minimalistas e únicos, em cores diferentes e que enaltecem o corpo das nossas clientes», destaca.

Pontos de venda físicos em cima da mesa

À venda no seu próprio website, a Nutch ambiciona ter uma presença física em algumas lojas, «pois entendemos que para este tipo de vestuário é comum o cliente querer experimentar antes de comprar. Esperamos nos próximos meses ter presença em alguns espaços em Lisboa», revela a fundadora.

A marca tem participado em alguns mercados de vestuário, como na recente edição do Mercadito da Fernanda Velez, onde fez o pré-lançamento da nova coleção, que estará à venda online a partir do dia 1 de dezembro.

[©Nutch]
«A Nutch surgiu inicialmente como uma marca onde apenas se vendiam peças coloridas. No entanto, após vermos a elevada procura por cores mais neutras, decidimos que teríamos de alargar a nossa oferta neste sentido. Assim, esta nova coleção traz peças em preto e em cores mais escuras. Além disso apostámos em designs mais minimalistas e que possam satisfazer uma maior diversidade de tipos de corpos», resume Margarida Trindade sobre as novas propostas.