Início Arquivo

Nuvens no horizonte da Guess

A Guess Inc registou uma quebra de 7,2% no lucro do quarto trimestre e advertiu que as preocupações económicas na Europa deverão afetar o consumo no primeiro trimestre. Durante o último trimestre, o crescimento mais fraco das vendas no mercado europeu (menos 1,4%) e na América do Norte (mais 1,4%) contrabalançou um aumento de 27,5% na Ásia. Para o ano total, o lucro caiu 2,2%, para 283,1 milhões de dólares, em comparação com os 289,5 milhões de dólares do ano anterior. O volume de negócios aumentou 8,1%, para 2,69 mil milhões de dólares, com um aumento de 4% na América do Norte, 5% na Europa e 21% na Ásia. No entanto, a marca lifestyle sedeada em Los Angeles indicou que antecipa ganhos de 0,25 a 0,28 dólares por ação nos três meses até 28 de abril, com volume de negócios consolidado de 560 milhões de dólares a 575 milhões de dólares (426,44 milhões de euros a 437,86 milhões de euros). Os analistas consultados pela Thomson Reuters I/B/E/S antecipavam ganhos de 0,48 dólares por ação, com vendas de 609,7 milhões de dólares. Esta é apenas a segunda vez em nove trimestres que a Guess não ultrapassa as expetativas de Wall Street. Para o ano fiscal, as previsões de ganhos são de 2,50 a 2,65 dólares por ação, com o lucro consolidado de 2,74 mil milhões de dólares a 2,78 mil milhões de dólares. «Entrámos neste ano fiscal com um ambiente macroeconómico difícil, sobretudo na Europa, embora haja alguns sinais de melhoria nos EUA», indicou o CEO, Paul Marciano. «Antecipamos que os consumidores europeus, muitos no sul da Europa, sejam afetados a curto prazo pelos planos de austeridade, a não ser que algo dramático aconteça com o crédito, bancos ou confiança dos consumidores», acrescentou Paul Marciano. Para contrariar esta situação, o CEO anunciou que «iremos investir em novos programas de marketing pensados para melhorar a consciência da marca e impulsionar o tráfego nas nossas lojas. Iremos continuar a desenvolver novos mercados internacionais e expandir o nosso conceito G by Guess, tanto em termos nacionais como internacionais».