Início Arquivo

O até já de Felipe

Felipe Oliveira Baptista, um dos criadores mais aclamados da moda portuguesa, decidiu suspender a atividade da sua marca própria, criada em 2003 em parceria com a sua esposa Séverine. «A atividade da marca está suspensa até data indeterminada», anunciou o criador. «A Séverine e eu decidimos fazer uma pausa para podermos refletir no futuro do nosso projeto de marca e repensar tanto a sua forma como a sua natureza. Pretendemos, em particular, explorar novos territórios da criação e outros domínios do design», acrescentou. No entanto, Felipe Oliveira Baptista deixou bem claro que «não é o fim da história, mas apenas um capítulo que termina». A suspensão da atividade da sua marca implica ainda o cancelamento do desfile previsto para a próxima quarta-feira, 26 de fevereiro, na Semana de Moda de Paris, assim como a saída do criador do calendário do Portugal Fashion. «Temos, obviamente, pena de deixarmos de ter o Felipe Oliveira Baptista com a coleção de autor no Portugal Fashion, mas estamos muito contentes por ele assumir maiores responsabilidades na Lacoste. Como sempre ostentou orgulhosamente o facto de ser português, continuará certamente a abrir portas à moda portuguesa no mundo», afirma Manuel Lopes Teixeira, da direção da Anje, que organiza, em conjunto com a ATP, o Portugal Fashion. «Temos o maior orgulho de termos sido parceiros deste percurso de sucesso do Felipe e pensamos continuar a colaborar com ele, nem que seja de forma pontual», acrescenta o responsável da Anje. Depois de vencer o Festival de Hyères, em 2002, Felipe Oliveira Baptista criou a sua marca própria e, desde 2009, desfilava na Semana de Pronto-a-Vestir de Paris com o apoio do Portugal Fashion. Um percurso de sucesso e criatividade que pode ser visto até 30 de março numa mostra antológica patrocinada pelo CENIT – Centro de Inteligência Têxtil (no âmbito do projeto “Porto Fashion Show” apoiado pelo Compete) patente no Mude – Museu do Design e da Moda, em Lisboa, depois da exposição, que é já a mais vista de sempre do museu, com mais de 60 mil visitantes, ter sido prolongada por mais um mês e meio (inicialmente estava previsto terminar a 16 de fevereiro). Em 2010, Felipe Oliveira Baptista foi nomeado diretor artístico da Lacoste (ver FOB assina pela Lacoste), com apresentação bianual na passerelle da Semana de Moda de Nova Iorque, e será este projeto que irá ocupar, para já, os dias do criador português, uma vez que a colaboração foi renovada e «cobre agora o conjunto das licenças da marca, incluindo o calçado, a marroquinaria e os perfumes», revelou Jose Luis Duran, presidente da Lacoste Holding. O criador, de origem açoriana, foi ainda o responsável pelos uniformes da equipa olímpica francesa nos últimos Jogos Olímpicos de Inverno, em Sochi, considerados os mais bonitos de todos. «Criei o uniforme com as equipas e acho que ficou muito bonito. Entre todos os países, vencemos a eleição de melhor uniforme», revelou, na altura, um «orgulhoso» Felipe Oliveira Baptista (ver Moda muda-se para Brooklyn). Às fãs de todo o mundo – as suas criações eram vendidas na Europa e na Ásia – resta agora esperar pelos próximos capítulos da história deste que é um dos grandes nomes da moda portuguesa.