Início Notícias Marcas

O marketing em 2014 – Parte 1

O comércio social foi a grande tendência para as marcas em 2014, segundo o gabinete de tendências WGSN, comprovando que as estratégias são, mais do que nunca, pensadas em relação ao retorno sobre o investimento (ROI). Há também o uso de selfies no marketing, sem falar nas campanhas de grandes eventos do ano passado, como os Jogos Olímpicos de Inverno, o Campeonato Mundial de Futebol e o Festival Internacional de Criatividade Cannes Lions. Uma viagem pelos grandes momentos do marketing de 2014 que deverão ter seguimento este ano. Os media sociais Com as equipas de media sociais a tornarem-se cada vez mais sofisticadas na sua abordagem a colocação de conteúdo em vários canais, a análise de quem está a fazer bem continuou em 2014. O WGSN destaca o sucesso de marcas como a Lululemon, Vans, Michael Kors e Bonobos nesta área durante o ano passado. Marketing de selfies Com a palavra selfie a ter ganho entrada no dicionário, tornou-se num elemento central do marketing social em 2014. Depois do sucesso da “épica selfie” com as estrelas de Hollywood tirada nos Óscares, a Calvin Klein, a French Connection e a Vero Moda encorajaram os consumidores a tirar selfies com as suas coleções como parte de uma tentativa de encorajar as conversões de comércio eletrónico. Feito ao mesmo tempo como elemento diferenciador e autêntico, foi uma ação inteligente: há mais de 125 milhões de imagens no Instagram classificadas como “selfie” e representam quase um terço de todas as fotografias tiradas por consumidores entre os 18 e os 24 anos. Comércio social No início de 2014, o WGSN explorou o papel do retorno sobre o investimento dos media sociais – estes canais devem ser focados na construção de notoriedade para a marca ou devem ter um impacto mais direto sobre as vendas? Esta discussão evoluiu significativamente nos últimos 12 meses, com o foco colocado em como conseguir que o enorme envolvimento registado no Instagram passe para o carrinho de compras. Alguns fornecedores de tecnologia emergiram no mercado e facilitam agora as transações de consumo, dando ainda informação sobre quem são os consumidores do Instagram e como os retalhistas estão a responder a esta mudança. Eventos desportivos A cobertura de eventos desportivos foi importante para o marketing de moda em 2014, com campanhas impressionantes lançadas durante os Jogos Olímpicos de Inverno assim como no Campeonato do Mundo de Futebol, nomeadamente pela Nike e Adidas. O Campeonato do Mundo de Futebol levou a uma incursão nos media sociais que abalou o patrocínio tradicional – explorando a batalha entre diferentes marcas oficial e não-oficialmente associadas aos jogos. O Super Bowl foi igualmente palco de alguns dos melhores anúncios do ano – uma altura em que os grandes esforços criativos se destacam. As marcas de desporto continuaram a impressionar no ano passado, com campanhas poderosas de marcas como a Under Armour, entre outras. Na segunda parte deste artigo, que percorre o melhor do marketing em 2014, conheça a grande influência da tecnologia na notoriedade e vendas das marcas de moda.