Início Arquivo

O POS como relógio de ponto

Com a ajuda do programa desenvolvido pela Torex Retail, a Esprit pode agora registar e controlar as horas de trabalho, verificar qual a necessidade de pessoal e planificar eficazmente os turnos. O software Lucas Workforce Managment (WM) trabalha com base em dados obtidosdo POS (Point of Sale)relativos ao volume de negócios e frequência de clientes. «Hoje utilizamos dados do POS que em parte já têm dois anos», explicou o coordenador do projecto da Esprit, Nam Hoang Dong, na conferência Pepcon 2006, na qual em conjunto com Peter Zimmer da empresa de consultoria CSC Ploenzke AG explicou o funcionamento do sistema. O novo software que trabalha com dados relativos ao volume de negócios e frequência dos clientes possibilita uma planificação mais precisa e flexível do que até então. O objectivo é, de acordo com as expectativas de volume de negócios e frequência de clientes, ter o número certo de trabalhadores à disposição do cliente, evitando falta ou excesso de pessoal, diminuindo os custos com o mesmo, ao mesmo tempo que aumenta a qualidade do serviço e o volume de negócios. Segundo Nam Hoang Dong, o grupo de moda quer com a implementação deste software, que existirá posteriormente em todas as lojas próprias na Europa e também na América do Norte, uniformizar os processos internos entre as lojas e a sede. No futuro, o POS vai deixar de ser apenas o POS, passando a ter a função de relógio de ponto e ajudará também os trabalhadores a organizar-se em termos de turnos. Os dados recolhidos diariamente (horas de trabalho e volume de negócios) são recebidos todas as noites na central.A longo prazo os processos relativos a salários e cálculos de salários deverão também ser uniformizados. Apósa bem sucedida implementação deste software existem planos para a criação de um interface para o processamento de salários. Até este momento existem em todas as filiais 14 sistemas diferentes de processamento de salários que têm de ser uniformizados. Outro efeito desejado com esta reorganização é uma maior transparência dentro de todo o grupo. Nam Hoang Dong está convencido que pedidos da administração poderão no futuro ser mais rapidamente atendidos pelo departamento de recursos humanos. «Queremos ser capazes de dar informações a qualquer momento».