Início Notícias Marcas

Olímpicos à moda da Salsa

Em agosto, no Rio de Janeiro, o azul do denim vai juntar-se ao verde e vermelho da bandeira nacional. A Salsa apresentou recentemente os uniformes oficiais do Comité Olímpico de Portugal (COP) e do Comité Paralímpico de Portugal (CPP) , sendo a marca responsável pelos equipamentos da cerimónia de abertura e das apresentações oficiais.

Depois do anúncio oficial, em dezembro de 2015, de que a marca de jeanswear nacional iria desenvolver os uniformes para a missão portuguesa nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, foram agora desvendadas as peças desenvolvidas em exclusivo pelo departamento de design da Salsa para os atletas que vão participar no certame.

Os uniformes, formais e informais em denim total, inspiraram-se na atual tendência “patch”, incorporando os emblemas oficiais e decorativos enraizados na cultura e tradição portuguesas, como o Coração de Viana, a bandeira nacional, excertos do hino nacional e a Cruz da Ordem de Cristo.

Num look atual e jovem, a portugalidade, as conquistas e o azul do mar foram o ponto de partida para criar «algo diferente e intimamente ligado ao ADN da Salsa, rompendo com os fardamentos clássicos usados habitualmente», refere a marca em comunicado. Filipe Vila Nova, fundador da Salsa, sublinha que este era um desejo antigo da marca. «A Salsa há muito que ambicionava associar-se a um movimento nacional tão importante como este e a associação com o COP e o CPP é, de facto, uma aposta vencedora», afirma.

Já para o presidente do Comité Olímpico de Portugal, José Manuel Constantino, este é um momento importante rumo ao Rio 2016, que adjetiva a parceria de «simbólica». «Conseguirmos que uma marca nacional com o prestígio da Salsa se associe ao Comité Olímpico de Portugal e vista a missão num momento marcante como será a cerimónia de abertura dos próximos Jogos Olímpicos Rio 2016 é um motivo de satisfação. Será simbólico para nós e, certamente, para a Salsa que é uma marca que partilha alguns dos fundamentos do olimpismo no seu dia-a-dia, na filosofia da empresa e nas próprias relações com os seus trabalhadores», explica.

À margem desta parceria, a Salsa criou também uma coleção limitada, composta por polo e t-shirt para homem e top e polo para senhora, que está à venda desde 17 de julho e até ao final dos Jogos Olímpicos 2016.

Com 20 anos dedicados ao denim, este é «um marco muito importante para a história da Salsa», considera ainda o fundador da marca que, em meados de maio, viu a Sonae entrar no seu capital. A Sonae SR – que inclui as marcas MO, Zippy e Berg – adquiriu uma quota de 50% da Salsa, mas manteve a equipa de gestão liderada por Vila Nova (ver Sonae compra Salsa).

Já no Rio de Janeiro e a partir do dia 5 de agosto, mais de 10 mil atletas, de 42 modalidades, vão participar em 306 disputas por medalhas olímpicas.