Início Destaques

Open Day da Mind com workshop para a ITV

O evento da tecnológica, que se realiza durante esta quinta-feira em modelo híbrido, com transmissão online e também possibilidade de participar presencialmente, contempla cinco workshops, sendo que à tarde, a partir das 14h, haverá um workshop especificamente destinado à indústria têxtil. As inscrições são gratuitas.

Além das habituais demonstrações de tecnologia, o evento – cujas inscrições estão disponíveis online – irá contar com um programa de workshops que se realizarão ao longo dia, com temas focados em diferentes indústrias, do calçado ao têxtil, passando pelo mobiliário.

«Considerando as atuais condições, e procurando assegurar a máxima segurança, o evento terá além da componente física uma versão online, permitindo assim que todos os interessados possam assistir. Esta inovação inclui não somente os workshops, mas também a própria visita ao showroom», anuncia a Mind em comunicado.

O workshop dedicado à indústria têxtil está agendado para as 14h e irá focar-se em demonstrar «como as soluções de software da Mind, em conjunto com as máquinas da Zünd, conseguem lidar com o problema complexo da colocação e corte de componentes em materiais com vários tipos de padrões e diversos graus de flexibilidade», explica. Além da definição e explanação de conceitos, o workshop terá continuação no showroom da empresa, onde será mostrada a aplicação «em alguns materiais particularmente complexos».

Este workshop será ainda precedido de uma introdução a cargo de Manuel Serrão, CEO da Associação Selectiva Moda, que revelará a sua visão sobre o sector têxtil em Portugal.

A partir das 16h, a atenção estará voltada para o corte a laser, com um workshop onde será apresentada a nova solução de corte da Mind. «Queremos mesmo surpreendê-lo com as intermináveis possibilidades do corte por laser. Sabemos que não será tarefa fácil, mas temos alguns trunfos na manga! Desta forma, neste workshop, terá acesso a uma descrição detalhada das várias possibilidades de corte, marcação ou “engraving” por laser», refere a Mind.

Já depois das 18h será demonstrada a produção em contínuo com recurso a uma máquina Zünd S3 com duas extensões, que permite «assegurar um processo de produção em contínuo através da paralelização da digitalização, corte e recolha de peças, maximizando a produtividade e retorno do investimento utilizando um único operador».

Antes disso, e durante a manhã, os workshops – a partir das 9h – serão dedicados à digitalização de peças e materiais, com introdução de João Maia, diretor-geral da Apicapps – Associação Portuguesa dos Industriais de Calçado, Componentes, Artigos de Pele e seus Sucedâneos, e na personalização massificada. Neste último, «iremos abordar os requisitos que têm de ser endereçados para construir um processo verdadeiramente flexível desde a captura e especificação da encomenda até à automatização da produção», resume a Mind.