Início Notícias Marcas

Orfeu mostra que a tradição ainda é o que era

Por oposição ao fast fashion, a Orfeu nasceu com o propósito de fazer renascer o handmade. A marca de vestuário cria peças intemporais e quase exclusivas, sem nunca perder a tradicionalidade.

[©Orfeu]

Cristiana Santos cresceu à volta dos trapos. No atelier da sua mãe passava a maior parte do tempo a observar os tecidos a serem transformados em peças exclusivas ao mesmo tempo que costurava vestidos para as suas bonecas, uma das suas brincadeiras favoritas.

Com o crescimento, manteve sempre o hábito de criar e usar roupas à medida, agasalhando vários elogios pelas peças que ia concebendo. É nessa altura que surge António Freitas, um empreendedor e expert pela indústria vimaranense, com uma tese sobre o tema, que desafia Cristiana a lançarem uma marca: a Orfeu.

[©Orfeu]
Direcionada para a mulher atual e elegante, mas que privilegia o conforto, todos os produtos da marca são produzidos de forma tradicional, à mão, utilizando materiais de qualidade.

As peças são pensadas e produzidas pelo casal no atelier situado em Guimarães. «Ocasionalmente, temos o auxílio de costureiras locais, da nossa confiança, que trabalham num ambiente mais familiar, de produção manual, realizando as nossas peças da mesma forma que nós e com os mesmos valores. Todas as pessoas que colaboram connosco recebem um valor justo pelo seu trabalho», revela Cristiana Santos ao Portugal Têxtil.

Uma das particularidades da Orfeu é não criar stock e produzir somente peças mediante encomenda. «Esta é uma forma mais sustentável de gerir a produção de vestuário, evitando-se o desperdício de peças que não são vendidas», justifica a cofundadora da marca.

Elegância e conforto

As coleções da marca incorporam diversas peças, como calças, calções, blusas e até vestidos, com cores delicadas, cortes femininos, tecidos confortáveis e um design intemporal.

«O mote principal será sempre conciliar a elegância e o conforto. Fabricar peças chave que permitam uma versatilidade na hora de vestir, podendo ser utilizadas numa ocasião especial, como uma festa, ou em situações mais casuais. Para o outono/inverno pretendemos que as nossas clientes se sintam sofisticadas e simultaneamente aconchegadas para enfrentar os dias mais frios», afirma Cristiana Santos.

[©Orfeu]
A Orfeu privilegia matérias-primas de fornecedores locais, prezando sempre a qualidade. «Em coleções para estações quentes damos prioridade a tecidos de origem natural como o linho e o algodão, que permitem uma melhor respiração da pele. Em algumas peças mais glamorosas e românticas utilizamos cetim de qualidade, que confere um brilho elegante e um acabamento sofisticado», exemplifica a cofundadora.

À venda exclusivamente online, através das redes sociais, a marca tem como objetivo, a longo prazo, marcar presença em espaços físicos através de parcerias em lojas multimarca. Cristiana Santos espera ainda concretizar uma parceria com uma loja ou marca infantil, depois de ter replicado um conjunto de linho em tamanho pequeno. «Foi uma novidade para nós e um desafio proposto por duas mães, que gostaram tanto das suas peças e quiseram reproduzi-las para as filhas. Um desafio que gostamos muito de realizar e, portanto, poderá ser uma possível parceria a realizar com uma marca ou loja para criança», afirma.