Início Arquivo

Organtex joga no Mundial

Portugal vestiu-se para o mundial com um equipamento made in Portugal. E a responsabilidade deste “feito” cabe à Organtex, que se orgulha de vestir a selecção portuguesa. A Organtex, sediada em Matosinhos, é constituída por sete empresas, emprega cerca de 150 funcionários e gere um volume de negócios que ronda os 75 milhões de euros. Já não é a primeira vez que a Organtex veste as equipas no Mundial de Futebol. Representante exclusiva da Nike em Portugal há cerca de 20 anos e da Adidas há sete, a empresa já equipou espanhóis, alemães, suecos e franceses no último Mundial e outras tantas selecções, entre as quais a portuguesa, no Europeu de 2000. Para além destas equipas, o Porto, Benfica, Barcelona, Real Madrid, Newcastle, Leeds e Arsenal são algumas das que também contam com equipamento made in Organtex. A Organtex está sempre em jogo. Não só equipa os jogadores de futebol, como os atletas olímpicos nacionais e estrangeiros. A empresa é fornecedora da Nike, Adidas, Puma, Champion, Helly Hansen, Mexx Sport, Firetrap e Joy. A linha de sportswaer e desporto representam cerca de 60% da produção da empresa de Matosinhos. Mas, não é somente a equipa nacional que tem equipamentos fabricados em Portugal. São nove as equipas do Mundial de Futebol 2002 que estão vestidas pela Organtex . Para além da equipa Portuguesa, a Nigéria, Croácia, Bélgica e Rússia, são patrocinadas pela Nike e a Espanha, Alemanha, Turquia e África do Sul patrocinadas pela Adidas. A Organtex não tem confecção própria, recorre à subcontratação e conta com cerca 40 empresas situadas no norte do país, com as quais mantém uma parceria. “Fazemos o acompanhamento da produção, a nível de qualidade e prazos de entrega”, adiantou Luís Mendes, director financeiro da empresa. A Organtex participa, ainda, no processo de desenvolvimento de protótipos e de amostras. Na opinião de Luísa Brandão, directora comercial da Organtex, o segredo do sucesso está em “proporcionar o melhor serviço ao cliente, respondendo às suas necessidades, e mostrando capacidade de adaptação muito rápida às condições do mercado”. A Organtex privilegia a comunicação o que leva a empresa a apostar nas tecnologias de informação para se manter em permanente contacto com clientes e fábricas. “Temos uma gestão profissional e integrada, orientada para os objectivos”, acrescenta Luís Mendes.