Início Destaques

Os amores de verão da Rochii

Apresentada em abril, a Rochii tem uma bagagem recheada de memórias estivais. Com apenas alguns meses de negócio, a marca portuguesa comprometida com a feminilidade já conquistou também os gostos das espanholas e das italianas.

Vestidos com padrão floral oversized, em branco total ou bordados, saias com abotoado frontal de vibração anos 1970 e bodies de silhueta off shoulder são algumas das propostas atuais da Rochii que, entre o Facebook e o Instagram – os principais canais de vendas da marca – ainda desfruta do verão. «A marca nasceu depois de alguns meses de trabalho e como resultado de uma vasta experiência na área da costura especializada, surgindo para responder ao gosto pela moda e ao desejo de criar um produto nacional com qualidade», conta, ao Portugal Têxtil, Ana Ribeiro, cofundadora da Rochii, ao lado de Natália Pinto.

O conforto é um dos ingredientes-base da receita da marca, que privilegia materiais 100% algodão ou tecidos que possuam alguma elasticidade. «Estes materiais permitem produzir peças que se adaptem a diferentes tipos de corpo e que a mulher se sinta confortável», acrescenta Ana Ribeiro. Com um stock limitado, para manter a exclusividade dos produtos, a Rochii já selecionou os bestsellers deste verão – o vestido branco V.013 e o body de ombros descobertos BO.003.

Os códigos facilitam as compras à distância, experiência que acontece com uma troca de mensagens (ou emails), pagamento eletrónico e expedição via CTT e, analisando as partilhas nas moradas digitais da marca, este é um processo que faz multiplicar clientes satisfeitas, dentro e fora de portas. «O mercado nacional tem um enorme peso nas vendas. As nossas clientes são portuguesas, mas temos bastante procura do mercado espanhol e, também, do italiano», revela Ana Ribeiro sobre os destinos das peças da Rochii.

A marca tem atelier em Santo Tirso e conta com uma equipa de três a quatro pessoas, entre as duas fundadoras – Natália Pinto é modelista e tem um background em confeção de peças por medida e Ana Ribeiro é responsável pela logística da Rochii – e uma ou duas costureiras (dependendo do volume de trabalho), que auxiliam no desenvolvimento das peças. «É de sublinhar que, devido à confeção própria, respondemos a determinados pedidos especiais, atendendo às necessidades de cada cliente», refere Ana Ribeiro sobre a possibilidade de customizar as peças, que variam entre os 24 e os 60 euros

Enquanto desenvolve as propostas para o outono-inverno 2016/2017, «uma coleção elegante, bonita que possa entrar no guarda-roupa de qualquer mulher», a Rochii vai também ultimando o seu portal de comércio eletrónico, com o objetivo de «disponibilizar as peças para clientes de todo o mundo», adianta a cofundadora da jovem marca ao Portugal Têxtil.