Início Notícias Vestuário

Os garotos da Kaleidoscope

… já sabem falar de economia circular. A mensagem ecológica da marca de vestuário infantil começou a ser transmitida em setembro, mas a Kaleidoscope já ganhou público aquém e além-fronteiras. As feiras internacionais estão a ajudar à difusão.

A coleção outono-inverno 2018/2019 da Kaleidoscope, apresentada na recente edição da Pitti Bimbo, em Florença, inclui uma linha de acessórios – como colares e bolsas – inteiramente produzida com os desperdícios da própria coleção.

«Procuramos passar uma mensagem da economia circular ao cliente», explica Ana Matos, responsável criativa da Kaleidoscope, ao Portugal Têxtil.

A partilhar o leme da marca 100% nacional com Ana Matos estão as sócias Clara Campos e Matos, nas vendas, e Filipa Tomaz, no backoffice e parte jurídica.

Pensadas para o guarda-roupa dos petizes, dos 12 meses aos 12 anos, as propostas da coleção batizada “Inside of the Kaleisdoscope” revelam, segundo a responsável, um estilo étnico e eclético, materializado em tecidos exclusivos.

«Apresenta uma linguagem poética, representada pela fusão de materiais e pelas cores utilizadas», concretiza Ana Matos sobre a seleção salpicada de antracite e cáqui e texturizada nos bordados.

Nascida logo com um pé no globo, em setembro de 2017, a Kaleidoscope quer encontrar o equilíbrio nas vendas.

«O mercado nacional é sempre importante porque adoramos o nosso país e queremos partilhar com os portugueses o que de melhor se faz em Portugal. Mas, de facto, somos 10 milhões e não nos podemos esquecer disto. Também acho ótimo poder levar Portugal para o mundo», evidencia Ana Matos, com vontade de espalhar a mensagem pelos mercados americano e asiático. «Os dois têm particular potencial, na nossa opinião», sublinha.

A alavancar a estratégia de internacionalização da Kaleidoscope está a presença em feiras internacionais, com a marca a estrear-se na recente edição da Pitti Bimbo.

«Fomos visitados por interessados oriundos de destinos como Qatar, Dubai, França, Berlim e Nova Iorque», revela Ana Matos.

À venda em espaços multimarca, com loja online e um ponto de vendas físico em nome próprio no District Offices & Lifestyle, Porto, o objetivo primordial das sócias da Kaleidoscope é, simplesmente, apresentar a marca.

«Como a marca é muito recente, importa dar ao cliente a oportunidade de ter o primeiro contacto com o nosso produto e, portanto, isso funciona muito bem nas lojas multimarca onde estamos. Na nossa loja, a adesão tem sido muito boa», explica Ana Matos.