Início Arquivo

Os negócios europeus da Levi’s mantêm-se estáveis

No terceiro trimestre, o gigante americano de roupa de ganga, Levi Strauss & Co, de São Francisco, viu o seu volume de vendas cair 12.8%, para 1,08 milhões de euros. No mesmo espaço de tempo, o lucro líquido do grupo que, entre outras, é dono da marca Dockers, diminuiu 60% atingindo os 16,6 mil euros. Segundo a empresa, as razões para estas quedas são “os mercados fracos nos EUA e no Japão”. Em relação aos negócios europeus, o director executivo da empresa, Philip Marineau, mostrou-se muito satisfeito. Mesmo que o volume de vendas na Europa tenha baixado 5% durante o terceiro trimestre, atingindo 246 mil euros, o volume de vendas, aplicado às moedas de cada país, só baixou 0,6% e com isto, manteve-se num nível estável.