Início Notícias Têxtil

Outdoor by ISPO abre portas em Munique

Mudando-se de Friedrichshafen para Munique, onde são esperados cerca de mil expositores de 35 países, a Outdoor by ISPO decorre de 30 de junho a 3 de julho. O certame dedicado aos desportos ao ar livre apresenta-se com um novo conceito e várias novidades.

A feira de desportos ao ar livre apresenta-se em Munique sob o lema “Novos horizontes, sempre” e, segundo a organização, o foco estará nos novos pilares: Core OutDoor, OutDoor+, Cross-Industry e numa nova forma de disposição nos pavilhões.

A adesão de aproximadamente mil expositores de 35 países obrigou a organização da feira a ampliar a área de exposição de seis para nove pavilhões.

A representar a indústria portuguesa estarão duas ilhas From Portugal, organizadas pela Associação Selectiva Moda e pelo CITEVE. Na ilha dedicada às peúgas, no pavilhão A5, estarão presentes as empresas Faria da Costa e Têxtil Sancar. Na ilha dos têxteis, localizada no pavilhão B4, marcam presença as empresas A. Sampaio, Ditchil, Lemar e Repeltec. «Temos agentes e distribuidores que nos querem conhecer pessoalmente e vamos aproveitar para apresentar a nossa coleção outono-inverno 2019 /2020 e primavera/verão 2020/2021», conta Vânia Cardoso, commercial manager da Ditchil. Já a Repeltec parte para Munique com o objetivo de captar o interesse mundial. «Acreditamos que a nossa tecnologia irá despertar o interesse dos maiores players deste mercado», afirma Miguel Gomes, COO da empresa.

Portugal está ainda representado em três stands individuais das empresas Aloft – Soles for Technical Footwear, da Ropar com a sua marca de calçado Easy Walk Experience e ainda da agência de viagens Waves Republic. «Este evento é uma referência internacional no que toca a materiais e acessórios técnicos para desporto de aventura, água e neve, sectores que exigem a mais elevada performance e inovação», frisa Pedro Castro, sales director da Aloft. Do lado do calçado, a Easy Walk Experience vai apresentar uma linha de sabrinas desportivas designada “Lolitas”. «Com a apresentação deste produto, esperamos encontrar compradores do continente europeu, mas também de países asiáticos e da América Latina», explica Élio Parodi, CEO da Ropar.

A sustentabilidade no outdoor

O novo conceito do salão dedicado aos desportos ao ar livre reflete, segundo a organização, a forma como os consumidores pensam e se comportam. A definição de outdoor é, assim, ampliada, e atividades mais clássicas como escalada ou hiking são reinterpretadas e ganham novas formas, como bouldering ou speed hiking. Juntam-se ainda novos segmentos, como mountain biking, trail running ou desportos aquáticos. Além disso, OutDoor by ISPO abre-se a segmentos que vão além do sector outdoor, como empresas ligadas a tecnologias sustentáveis e ao comércio eletrónico.

Além da expansão do tema outdoor, outro foco do certame é a sustentabilidade. Com o objetivo de mostrar que o segmento do outdoor é pioneiro em termos de consciencialização para a sustentabilidade e responsabilidade social, ao longo do evento vários grupos de trabalho estarão a desenvolver uma espécie de guia para a sustentabilidade, com recomendações concretas para as empresas no que concerne a emissões de dióxido de carbono, gestão de água e de lixo. A ideia é que as orientações sirvam indústria ao longo de todo o ano. Além disso, para a indústria do outdoor, problemáticas como as alterações climáticas, poluição e a extinção de espécies têm uma importância maior, precisamente porque os deportos decorrem ao ar livre. Um fator que a Outdoor by ISPO pretende evidenciar num espaço dedicado a inovações sustentáveis, o CSR Hub & Sustainability Kiosk, no hall B6.