Início Notícias Vestuário

Pafil investe na expansão

A empresa especializada em vestuário de alta performance, que produz para a BMW, a Maserati e a Givenchy, inaugurou uma nova unidade industrial para se expandir nacional e internacionalmente. O investimento, no valor de 2 milhões de euros, permite ainda a reorganização do layout e uma maior eficiência na produção da Pafil.

[©CMVNF]

As novas instalações foram inauguradas oficialmente no passado dia 6 de maio, mas a mudança da empresa de Viatodos, em Barcelos, onde foi fundada em 1988, para o Louro, em Vila Nova de Famalicão, fez-se já em junho do ano passado.

A unidade modular conta atualmente com 4.500 metros quadrados e, segundo João Rui Pereira, que lidera a empresa juntamente com os irmãos Bruno e Carla, isso representa o triplo do espaço em relação às instalações anteriores, permitindo uma organização mais fluída e eficiente. «Desde a entrada das matérias-primas à expedição há um circuito linear que faz com que nenhuma peça tenha de andar da frente para trás», explica. Ao ECO, o CEO refere que «temos capacidade para expandir ainda mais» e que a ampliação contempla igualmente a criação de mais 30 postos de trabalho, sobretudo nas áreas de logística, produção e comercial, a juntar aos atuais 72 funcionários.

[©CMVNF]
Além das instalações, que correspondem a um investimento de 2 milhões de euros, a Pafil investiu também mais de um milhão de euros em equipamentos e novas tecnologias, que lhe permitem agora apostar em peças com elevada tecnicidade, seja no campo da moda – incluindo athleisure e sportswear – ou no vestuário de proteção e equipamentos para a neve. «No têxtil português temos de seguir o caminho da inovação, da qualidade e da tecnologia, para que o custo não seja a questão central», salienta João Rui Pereira.

Foi essa estratégia, a somar à diversificação de produtos – pelas máquinas da empresa passam peças tão variadas como os vestidos da Givenchy, os equipamentos de corrida da francesa Satisfy ou o vestuário de motociclismo da BMW e de náutica da Maserati, assim como coleções de vestuário para a neve e para vários desportos outdoor, incluindo caça e montanhismo –, que permitiu à Pafil crescer cerca de 7% em 2020.

[©CMVNF]
A empresa está também vocacionada para a exportação e para produtos de elevado valor acrescentado, tendo como principais mercados França, Holanda, Reino Unido e EUA. O objetivo, de resto, é concretizar o seu plano de expansão, nomeadamente ao nível internacional.

Para o presidente da câmara de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, que esteve presente na inauguração, «é sempre gratificante para um presidente de câmara ver o seu território ser escolhido para receber projetos magníficos como este», acrescentando que o investimento da Pafil no município é um contributo para que o mesmo seja «notado como o mais relevante eixo da indústria têxtil nacional», refere em comunicado.