Home Pesquisa

TWINTEX - Resultado da pesquisa

Se não encontrou o que procura por favor faça nova pesquisa

Pandemia traz oportunidades para Portugal

Após a resolução da situação pandémica atual, é possível que a indústria da moda nacional usufrua da aceleração de algumas tendências, como a procura por um sourcing de proximidade e sustentabilidade, referiram os especialistas internacionais na conferência digital “A indústria da moda em 2021/2022: o que esperar!” do CENIT.

Futuro da indústria da moda em debate

“A indústria da moda em 2021/2022: o que esperar!” é o nome da conferência digital que juntará especialistas internacionais da McKinsey & Company, do Institut Français de la Mode e do Boston Consulting Group na tarde do próximo dia 14 de abril. As inscrições, gratuitas, estão abertas e podem ser feitas online.

ModaLisboa já tem programa

Na sua primeira edição 100% digital, a ModaLisboa oferece um programa mais vasto, que inclui 21 apresentações de moda, 13 conversas e 8 filmes que atravessam diferentes continentes mas focados na moda feita em Portugal, tanto nos designers como na indústria.

ITV preparada para 2021

Empresas como a Endutex, a Paulo de Oliveira, a Tintex, a Inovafil, a JF Almeida e a Twintex sentiram na pele os desafios de 2020 e encerraram o ano abaixo do que esperavam em janeiro de 2020. Mas, apesar da incerteza que ainda paira, estão, no geral, confiantes num ano de 2021 melhor.

2021 veste-se de esperança

Depois de um ano de 2020 complicado, as empresas têxteis portuguesas depositam renovadas esperanças em 2021, procurando prosperar como tem feito a Sampedro ao longo dos últimos 100 anos.

Os novos caminhos da moda

O confinamento não travou o ímpeto criativo de designers portugueses como Alexandra Moura, que nos últimos meses se desdobraram em diferentes projetos, do online à sustentabilidade, passando por parcerias e pela internacionalização.

Cronologia de uma pandemia – atualização diária

Nunca, como hoje, a indústria e o mundo tiveram os constrangimentos que estamos a registar com a pandemia do Covid-19. O Portugal Têxtil tem acompanhado a evolução da situação desde o início e, enquanto fizer sentido, manterá aqui um registo do desenvolvimento desta crise, com toda a informação publicada até ao momento.

Apoio à família penaliza contas das empresas

Empresários dizem que empresas são duplamente penalizadas: por um lado têm que pagar salários, por outro ficam sem os trabalhadores. No caso do salário mínimo, as empresas têm que pagar 50% do ordenado, acrescido de 11,86% para a Segurança Social.

Empresas visadas contra exclusão

As empresas com mais de 250 trabalhadores foram excluídas do pagamento das contribuições à Segurança Social de forma faseada. Vários empresários estão contra, dizem mesmo que «é um escândalo» e «esses filtros só afundam as empresas».

Empresas lusas antecipam dificuldades

A pandemia do COVID-19 está a levar a uma redução das encomendas colocadas na indústria portuguesa, dos fios ao vestuário. As medidas propostas pelo Governo são bem-vindas mas, acreditam os empresários responsáveis pela Lipaco, Tintex, Becri e Twintex, há ainda outras ações que podem ser tomadas a pensar no futuro.

Sustentabilidade fecha a década

Com um pé prestes a pisar uma nova década, a equipa do Portugal Têxtil/Jornal Têxtil convida-o a observar as principais transformações que marcaram 2019. Num balanço sobre o ano que deixamos para trás, o grande vencedor que, de uma forma geral, se destacou um pouco por toda a indústria têxtil e vestuário é a sustentabilidade.

As fábricas estão na moda

A campanha Zona Industrial ModaPortugal do CENIT pretende mostrar à Europa uma indústria moderna, tecnologicamente avançada e sustentável na produção têxtil. Paulo de Oliveira, Twintex, Polopique, Calvelex e Riopele são as embaixadoras desta campanha de promoção do “made in Portugal”.

Indústria portuguesa promove-se na Europa

Integrado na Semana de Moda de Paris, o primeiro evento Zona Industrial ModaPortugal foi o ponto de partida de uma campanha de promoção por toda a Europa da capacidade da indústria portuguesa para fazer bem, rápido, com qualidade e sustentabilidade.

Empresas portuguesas instalam-se em Paris

Calvelex, Paulo de Oliveira, Polopique, Riopele e Twintex vão juntar-se em Paris para demonstrar o know-how de toda a indústria portuguesa. A iniciativa Zona Industrial ModaPortugal integra a Semana Oficial de Prêt-à-Porter e vai levar também gastronomia e música para atrair a atenção de novos clientes e marcas para a produção made in Portugal.

2018 à lupa – Parte 2

Investimentos, tecnologia, novos negócios e internacionalização foram algumas das áreas em que as empresas portuguesas da indústria têxtil e vestuário reforçaram as suas apostas em 2018.

Prémios de Excelência para 6 empresas

P&R Têxteis, Twintex, Valérius, Crialme, Polopique e Becri foram as empresas vencedoras dos Prémios de Excelência Empresarial 2018, entregues ontem durante a quinta edição do Concurso Europeu de Jovens Designers do CENIT, onde esteve presente o Secretário de Estado da Economia, João Correia Neves.

Têxteis com vista para a serra

Com um aumento de quase 10 milhões de euros nas exportações no ano passado, a Beira Interior tem contornado os desafios da interioridade e afirmado internacionalmente a região como um cluster para a fileira moda.

Design de moda a mudar o mundo

Nos três graus académicos – licenciatura, mestrado e doutoramento – de Design de Moda da Universidade da Beira Interior, a tecnologia tem um papel central, assim como o estudo e resolução de problemas atuais, do empreendedorismo à sustentabilidade, passando pela disseminação da impressão 3D.

A paixão têxtil do Interior

Apesar do posicionamento geográfico condicionar, por vezes, a sua atividade, empresas como a Paulo de Oliveira, Fitecom e Twintex, apoiadas pela Universidade da Beira Interior, mostram que a ITV da região está de vento em popa, com investimentos em tecnologia, I&D, recursos humanos e sustentabilidade.

Nosso querido mês de agosto

Num verão que tarda em chegar, vamos aproveitar o anúncio da subida da temperatura nos próximos dias para ir a banhos e refrescar as ideias, mas voltamos já no dia 30 com duas mãos cheias de novidades.

Destaques