Início Notícias Vestuário

Panorama Berlin com boas vibrações

A feira alemã de moda, que inclui a Selvedge Run & Zeitgeist, encerrou as portas com a certeza do seu lugar na Berlin Fashion Week. Sob o mote “Berlin Vibes”, a Panorama Berlin mostrou as coleções para a primavera-verão 2020 de cerca de 600 marcas, num ambiente que gerou, para muitos expositores, bons contactos.

Christian Göke (CEO da Messe Berlin), Jörg Wichmann (CEO da Panorama Berlin), Michael Müller (presidente da câmara de Berlim) e André Cramer (CSO da Panorama Berlin)

A 14.ª edição da feira, integrada na Berlin Fashion Week, decorreu de 2 a 4 de julho e, segundo a organização, encontrou definitivamente o seu lugar junto de expositores e visitantes. «Com infoentretenimento, entretenimento e matchmaking como temas principais, estamos a encontrar o nosso lugar dentro da Berlin Fashion Week como um importante ponto de encontro para a indústria. E a prova de que o sector está a compreender e isso é visível pelos números encorajadores de visitantes logo no primeiro dia da feira», afirmou Jörg Wichmann, CEO da Panorama Berlin.

Marcas como a Camel Active revelaram-se satisfeitas com o certame. «Quisemos oferecer aos nossos visitantes uma experiência emocional no nosso stand – tanto física como virtualmente – e dar-lhes a oportunidade de se embrenharem na nossa campanha», explicou Volker Weschenfelder, diretor-geral da Camel Active, acrescentando que «os clientes mais importantes visitaram-nos, apesar de estar mais calmo do que na edição precedente».

Na Tom Tailor, o CEO Heiko Schäfer, fez um balanço positivo em declarações à Sportswear International. «Fomos capazes de chegar a todos os parceiros comerciais para apresentar as duas novas linhas estratégicas de produto My True Me e Mine to Five e tivemos um elevado tráfego, mas também conversas de muito boa qualidade. O número puro de visitantes não é, por isso, relevante para nós, mas a qualidade e o conteúdo das reuniões. No geral, todos os conceitos precisam de mais desenvolvimento, e isso também se aplica às feiras em Berlim», revelou.

Sustentabilidade em foco

Refletindo a cidade de Berlim, onde mais de um terço da área é ocupada por espaços verdes e onde as lojas sem plástico são a norma, os expositores da Panorama e da Selvedge Run adotaram igualmente o “verde” como cor predominante.

A marca alemã Barta Jeans desvendou a sua coleção completa de denim sustentável e vestuário casual para senhora. Confecionada na unidade produtiva que a marca detém na Turquia, os jeans são produzidos com algodão orgânico, cânhamo e fibras recicladas, sendo os acessórios também ecológicos, incluindo botões sem químicos e nada de etiquetas em couro. A Barta indicou que os seus jeans poupam o equivalente a água para beber durante 55 dias e 90 horas de energia com lâmpadas LED.

Já o fundador da Elephbo, Nicolas Huxley, encontrou uma forma criativa de reutilizar os sacos de cimento em plástico que, de outra forma, teriam como destino aterros no Camboja. A elevada quantidade de novos edifícios desenvolvidos por investidores chineses significa, segundo Huxley, que os sacos existem em abundância. A Elephbo recolhe os sacos vazios junto das obras, limpa-os e usa-os como a parte externa de sacos de fim de semana, mochilas e, mais recentemente, ténis para homem e senhora. Cada par é único e inclui detalhes em couro fabricados a partir de restos.

A marca escandinava Woden, por seu lado, mostrou uma coleção de ténis para a primavera com cores pastel e néon feitos com cortiça natural, borracha reciclada e pele de salmão, um resíduo da indústria de pesca que a Woden afirma ser 10 vezes mais resistente do que camurça.